Publicado em 7/06/2013 as 12:00am

ENCONTRO COM OS LOCUTORES DO NEGÓCIO FECHADO

ENCONTRO COM OS LOCUTORES DO NEGÓCIO FECHADO

da redação

O Grupo Negócio Fechado está preparando uma grande festa no barco, a qual promoverá o encontro dos locutores do programa da rádio com os locutores do programa de rádio. Intitulada "1ª Festa no Barco - ouvintes  Negócio Fechado", o evento terá cunho totalmente beneficente.

Segundo o diretor do grupo, Walter Medeiros, a ideia foi proporcionar aos ouvintes do programa uma festa para que eles pudessem conhecer de perto os locutores e ao mesmo tempo ajudar um grupo de pessoas que irá para para o Quênia trabalhar na evangelização e ajuda solidária de pessoas carentes nesta região.

Os locutores Eduardo Oliveira, Carla Cristina e Eduardo Meireles estarão conversando com os ouvintes, trocando ideias, sugestões e curtindo a festa durante a viagem de barco. Walter explica que toda a arrecadação com a venda dos ingressos será revertida para o programa missionário.

Uma das brasileiras que irá até o continente africano no dia 23 deste mês é Sâmara, que explica um pouco mais sobre o programa. Ela conta que o grupo vem realizando almoços, bazar e outras atividades beneficentes para angariar o dinheiro para cobrir as despesas. "Precisamos de pelo menos US$50 mil (pouco mais de R$ 100 mil)", fala.

O grupo é formado por 20 pessoas e ficará duas semanas e meia realizando atividades missionárias no Quênia. "Nós estamos divididos em três subgrupos, sendo um para ficar a cargo da intercessão, outro para a construção dos templos e o terceiro será responsável pela clínica que atenderá alguns casos de saúde", continua.

 

FESTA NO BARCO

As pessoas que forem à festa no barco estarão ajudando nesta obra missionária. Quem quiser adquirir o ingresso é só entrar e contato através dos telefones 1(978) 869-8902 (Sâmara) ou 617-777-7682 (Katia).

A festa será no dia 23 de junho com embarque será no porto próximo ao aquário de Boston, previsto para as 15 horas, mas as pessoas precisam chegar ao local às 13 horas.

Fonte: Brazilian Times

Top News