Publicado em 24/06/2013 as 12:00am

Do Brasil, Devair ameaça Oficial de Justiça de Massachusetts

Do Brasil, Devair ameaça Oficial de Justiça de Massachusetts

da reação

O mineiro de Governador Valadares, Devair Lucas, 53 anos, continua envolvido em polêmicas na comunidade brasileira em Massachusetts. Depois de ganhar asilo nos Estados Unidos sob a alegação de que estaria sendo perseguido e ameaçado de morte no Brasil, ele foi preso duas vezes acusado de estar extorquindo algumas pessoas.

Devair se tornou conhecido na comunidade depois que escreveu um livro onde relata supostas torturas e denuncia uma enorme rede de corrupção envolvendo pastores evangélicos nos Estados Unidos e no Brasil. Ele criou um site e sem apresentar provas, denunciou alguns líderes religiosos.

Em janeiro deste ano, Devair foi preso pela segunda vez e desta vez teria ameaçado de morte um radialista brasileiro. Mas ele foi liberado dois meses depois e a comunidade não soube mais do seu paradeiro.

Pelo menos até hoje, pois o Oficial de Justiça de Massachusetts, T. Tesa procurou a redação do jornal Brazilian Times para relatar que sua ex-esposa recebeu um telefonema de Devair, o qual disse que estava no Brasil e fez várias ameaças.

Segundo o Oficial de Justiça, Devair disse que ele foi vítima de uma rede de corrupção envolvendo policiais do estado de Massachusetts, agentes do FBI e policiais locais. "Ele parece estar descontrolado e quer atacar todo mundo para tentar justificar o seu erro", fala.

O Oficial relatou que Devair fez a ligação de um número no estado de São Paulo e que também denunciou um radialista de ter comprado a polícia de Framingham. segundo ele, o mineiro não pode mais voltar aos EUA, mas mesmo assim disse que vai continuar com seu site e que vai denunciar muito mais.

O problema é que Devair não apresenta provas concretas de suas denúncias, o que o tornou uma piada da comunidade brasileira em Massachusetts. "Quando alguém quer enganar alguém, nós o chamamos de Luquinha", disse um ex-funcionário ao qual Devair o contratou mas  não pagou. "Eu fiz alguns muros de pedra para ele, mas até hoje não vi a cor do dinheiro", fala alertado aos brasileiros para terem "cuidado com os Luquinhas da vida".

O oficial disse que vai estar procurando as autoridades para relatar o ocorrido e mesmo Devair tendo se escondido dos erros cometidos nos EUA, ele ainda terá que pagar pelos que cometeu no Brasil.

Fonte: Brazilian Times