Publicado em 16/09/2013 as 12:00am

Imediata: Mensagem para a Imprensa e para a Comunidade

Imediata: Mensagem para a Imprensa e para a Comunidade

Prezado membros da comunidade,

Esta semana a reputação do Centro do Imigrante Brasileiro foi atacada com falsas acusações.

O Sr. Monauer nos chocou mais uma vez com o sua falta de ética e profissionalismo.  Sei que todos vocês que nos conhecem sabem que as acusações são falsas.

No anexo e abaixo se encontra a nossa manifestação.  Também gostaria que todos soubessem que em breve a nossa advogada entrara em contato com o Sr. Monauer.

Muito

obrigada,Natalicia

 

 

Para divulgação imediata: Mensagem para a Imprensa e para a Comunidade

 

12 de setembro de 2013

 

Dirigindo-se às acusações falsas e crueis contra o Centro do Imigrante Brasileiro escritas por Paulo Monauer em HELLO BRASIL NEWS

 

Foi chocante ler um artigo escrito pelo Sr. Monauer na página 6 do jornal HELLO BRASIL NEWS publicado  no dia  10 de Setembro de 2013 usando um título sensacionalista e escandaloso, levantando questões sobre a integridade dos serviços  que o Centro do Imigrante Brasileiro presta à comunidade.

Primeiro de tudo, essas duas alunas que supostamente vieram até nós com a perda do I-94  é uma completa invenção da imaginação perversa do Sr. Monauer.  Qualquer pessoa que chegou até nós nos últimos três anos, perguntando sobre a mudança de um visto de turista para visto de estudante, ou quaisquer problemas relacionados, sempre referimos  para as escolas que estão aptas a fazerem este tipo de serviço.

Em segundo lugar, a única pessoa que nos ligou procurando informação sobre I-94, foi o próprio Sr. Monauer, sendo esta ligação feita para o celular pessoal de nossa Diretora Executiva, Natalícia Tracy, embora ele nunca tenha se identificado como um estudante ou alguém que chegou recentemente, além de nunca ter dado o nome completo à ela, temos o registro que ele ligou. Nós mantemos os registros detalhados de cada contato que temos com qualquer pessoa da comunidade. Não há registro das alunas que afirma em seu artigo que veio nos pedir ajuda. Repetindo: nenhuma das pessoas, funcionários ou voluntários que trabalham no CIB não tem recordes nenhum desta duas estudantes.

Nossa Diretora Executiva encaminhou o número do Sr. Monauer para uma das pessoa responsável na área de imigração. Esta pessoa entrou em contato com o Sr. Monauer através de seu celular pessoal. Esta pessoa explicou que havia de fato uma taxa que deveria ser paga à imigração de $330,00 dólares e $150  dólares que seria a taxa do CIB para preenchimento e envio do formulário. O único erro cometido por essa pessoa do CIB, foi de não ter perguntado a data de sua entrada no país pois quem entrou no país recentemente, não recebe mais o I-94, pois este é gerado eletronicamente.

O CIB nunca se recusou a prestar os serviços jurídicos, para os membros, que não podem pagar. Porem nós estamos criando uma lista de taxas para alguns serviços que prestados a comunidade. Trata-se de uma pequena porcentagem do que os advogados particulares cobram para os mesmos serviços.

O artigo também levantou questões sobre as doações que recebemos de fundações, (os famosos grants) e como devemos usá-los. A resposta mais curta a essas perguntas é: As fundações doam dinheiro sim, mas para projetos específicos, os quais prestamos conta à elas e ao governo americano. As fundações que nos apoiam também nos incentiva a criar alguma forma de apoio que vem da comunidade, que mostra que a comunidade reconhece o nosso esforço, e tem o interesse a apoiar um organização que promove, educação social, econômica, e politica para mudanças sistêmicas. Muitos de nossos serviços são gratuitos ou de custo muito baixo e não exigem que os membros da comunidade sejam membros do CIB  para serem atendidos, embora nós encorajamos todos a participar.

Os serviços jurídicos oferecidos pelo nosso programa Imigratório de Justiça nos últimos dois anos, por exemplo, são representar e defender pessoas que estão em detenção, e ajudar as famílias com cancelamento de ordens de remoção (deportação ), estes serviços são 100% gratuitos.

As taxas que as pessoas pagam para os outros serviços são usadas ​​para cobrir uma pequena parte do custo dos serviços que recebem , e é claro, cobrir as despesas que não são pagas pelas fundações ( Ex: Aluguel, telefone, luz, material de escritório e etc). Por um curso de ESL (Inglês como segunda língua) de 17 semanas (sendo de 5 horas por semana), o valor seria de $416 dólares por aluno, porém temos condições de oferecê-lo por $40.00 dólares, graças a uma fundação americana que o financia. Para nossas aulas de proteção contra quedas da OSHA para trabalhadores da construção civil, as pessoas que podem pagar, pagam apenas $ 40,00 para todo o curso, que vem com um certificado, mas o curso na verdade custa $ 170,00 por trabalhador, ou seja, mais de 75 % do custo é subsidiado pelo Ministério do Trabalho dos EUA.

Outro exemplo é o nosso trabalho com os jovens imigrantes que buscam o status de DACA (Ação Deferida para jovens imigrantes ). Advogados particulares normalmente cobram entre US $ 1500 e US $ 5000 para elaborar e apresentar os documentos necessários. O CIB cobra entre US $ 160 e US $ 300, dependendo da complexidade do caso. Alguns que não puderam pagar e receberam assistência jurídica gratuita.

É triste ver que em nossa comunidade temos pessoas na mídia mal-intencionadas, que não têm nada melhor para fazer além de criar falsas acusações contra pessoas que estão trabalhando realmente duro e com boa fé para servir e apoiar a nossa comunidade , que tem tantas necessidades, e sofrem de verdade exploração no trabalho como uma realidade diária. Sabemos que não somo as primeiras pessoas da comunidade  a se tornar alvo de acusações do perverso  Sr. Monauer , mas esperamos que sejamos  a última.

Estamos pedindo ao Sr. Monauer para se retratar das acusações  falsas , cruéis e das insinuações sobre a nossa organização, que  tanto defendemos. Nós trabalhamos todos os dias para atender as necessidades da nossa comunidade. Estamos convidando-o a resolver amigavelmente esta questão. Ele houvirá de nossos advogados em breve.

Durante os últimos três anos não temos feito outra coisa senão trabalhar duro para informar nossa comunidade de seus direitos , para defender melhores políticas públicas em matéria de trabalho , carteira de motorista e reforma imigratória que irá beneficiar os brasileiros e outros imigrantes na mesma situação.

Todas as pessoas que trabalham no Centro que sejam funcionários ou voluntários são pessoas honestas que trabalham duro, com dedicação servindo a comunidade. O Sr.  Monauer deveria de ter vergonha  de insinuar que somos desonestos.  

O Centro do Imigrante Brasileiro  esta aberto recebe toda e qualquer pessoa que desejar para vir, participar, assistir a reuniões  e falar conosco sobre as suas preocupações ... e também é claro, para apoiar o nosso trabalho , que melhora as vidas de tantas pessoas.

Se você tiver alguma dúvida  sobre estas questões pergunte-nos, por favor entre em contato conosco, estamos ansiosos para resolver as dúvidas que este artigo questionável levanta sobre nós, e esclarecer o mal intendido.

Contato: Natalicia Tracy

Diretora Executiva do Centro do Imigrante Brasileiro,

ed@braziliancenter.org ou 617 784 2756

 

Renato Trombini ,

Presidente, Conselho de Administração, Centro do Imigrante Brasileiro

tombinirenato@hotmail.com , ou 781 866 1707

Fonte: Brazilian Times