Publicado em 4/10/2013 as 12:00am

Brasileiro estudante de Medicina desaparecido é encontrado na Virgínia

Brasileiro estudante de Medicina desaparecido é encontrado na Virgínia

Joseph Anthony Boudreau Jr., de 25 anos, filho de uma imigrante brasileira, estava sumido desde sexta-feira (27)

 

da redação

Desde a manhã de sexta-feira (27), parentes buscavam o paradeiro do estudante de Medicina Joseph Anthony Boudreau Jr., de 25 anos, natural de Boston (MA), filho de uma imigrante brasileira, residente em Deerfield Beach (FL), que desapareceu após comparecer à uma entrevista de emprego em Fort Lauderdale (FL). O jovem havia sumido entre às 9 horas da manhã e 1 hora da tarde e, na ocasião, trajava calças compridas de cor preta e camisa branca. Joseph procurava um emprego de meio período para se sustentar e ajudar nas despesas com a universidade. Aparentemente, na manhã de quarta-feira (2), o drama teve um desenrolar feliz, depois que o jovem entrou em contato por telefone com sua mãe, Aildenise de Almeida Boudreau, e relatou que estava na Virgínia.

No início da semana, familiares do jovem comunicaram o seu desaparecimento às autoridades locais e, inclusive, sua irmã, Michele Nunes, havia encontrado seu carro, documentos e telefone celular próximos ao local onde ele foi para a entrevista de trabalho, na West Commercial Blvd., em Fort Lauderdale. Joseph possui a irmã e outro irmão que moram próximo à sua residência, em Deerfield Beach, e sua mãe, Aildenise, reside no Brasil, mas havia retornado aos Estados Unidos para acompanhar de perto as buscas pelo filho.

Na ocasião, Michele acrescentou que Joseph não aparentava estar fisicamente e mentalmente bem, pois reclamava de dores no abdômen, parecia desanimado e não se alimentava direito. No mesmo dia em que desapareceu, o jovem visitou duas clínicas de saúde, sendo que a primeira não o atendeu, pois não havia um médico no plantão, então, foi recomendado que ele fosse a um hospital. Já a segunda clínica não o atendeu porque ele não portava documentos de identificação. Conforme investigações, ele deu entrada no Hospital North Broadway, onde foi tratado por desidratação e má nutrição. O relatório médico do hospital indicou que ele foi liberado após ter estado 5 horas em observação. Na ocasião, ele teria dito que deixaria o local em companhia de sua mãe, um fato negado na ocasião por seus irmãos, pois Aildenise ainda estava no Brasil.

Preocupada, Michele divulgou o desaparecimento de Joseph em websites de relacionamentos na internet, especificamente o Facebook, na esperança de que alguém na região pudesse tê-lo visto. As autoridades locais iniciaram buscas e incluíram o jovem no cadastro de pessoas desaparecidas. Seus familiares especularam que ele pudesse estar sofrendo de depressão ou ansiedade, portanto, necessitando de atenção médica.

Na tarde de quarta-feira (2), Michele postou no Facebook que Aildenise havia se comunicado com Joseph e que ele estava na Virgínia. A jovem não especificou mais detalhes sobre como o seu irmão foi repentinamente parar em outro estado.

Em 29 de junho de 2010, o campus da Universidade Hodges em Fort Myers, no sul da Flórida, incluiu o nome de Joseph Jr. na lista de honra online (Dean List) de alunos cuja média de notas, conhecida nos EUA como “GPA”, é acima de 3.5 pontos, cujo limite nacional é 4.

Fonte: Brazilian Times