Publicado em 4/10/2013 as 12:00am

Homem é preso em MA traficando pessoas para prostituição

Homem é preso em MA por tráfico de pessoas para prostituição

da redação

Na terça-feira (01), um homem comparaceu a uma audiência na Corte de Randolph (Massachusetts) para responder pela acusação de tráfico de pessoas para a escravidão sexual. Os promotores afirmaram que Ryan Duntin, 31 anos, fornecia prostitutas para vários clientes ao longo da rodovia I-95. O acusado, que também é conhecido por Real e Tyrell, também enfrenta acusações de estupro.

A Procuradora-Geral de Massachusetts, Martha Coakley, afirmou em um comunicado, que o réu "recrutou mulheres para a prostituição forçada". Duntin foi preso em Warwick (Rodhe Island), no dia 23 de setembro, por violação da liberdade condicional. Agora ele está detido sem direito a fiança, em Massachusetts, de acordo com o escritório de Coakley.

Uma audiência para discutir a violação da liberdade condicional foi marcada para dia 18 deste mês e ele deve ser indiciado pelas outras acusações em datas que ainda não foram determiandas.

Segundo Martha, as investigações sobre o acusado tiveram início em julho, após um alerta do Departamento de Polícia da cidade de Tewksbury (MA). Durante este período descobriram que Duntin recrutou mulheres e as forçava a trabalha como prostitutas e que pelo menos uma delas atendia os clientes em hotéis de várias cidades de Massachusetts.

Entre as provas apresentadas contra ele, os promotores afirmam que o acusado publicou anúncios em sites conhecidos oferecendo serviços sexuais. Duntin transportava as mulheres em seu veículo, abrigava-as em hotéis e controlava o dinheiro que era ganho por elas em troca de sexo. "Ele teria usado de violência e ameaças para quem não o obedecesse", informou a nota da Procuradoria.

As investigações também revelaram que o acusado ofereceu os serviços de suas "escravas" em outros estados, incluindo Rhode Island, Connecticut , New  Jersey , Pensilvânia e Maryland. "Ele viajava pela Costa Leste, geralmente ao longo da Interstate 95 e, normalmente, nunca passou mais de uma ou duas noites em um local", disseram os promotores.

As autoridades também afirmaram que Duntin teria estuprado uma das mulheres que ele forçava a se prostituir, além de agredi-la e fazer vários tipos de ameaças.

Fonte: Brazilian Times