Publicado em 9/10/2013 as 12:00am

Processo movido por brasileiro contra policial de Framingham

Processo movido por brasileiro contra policial de Framingham

da redação

Após três anos e meio, o sargento do Departamento de Polícia de Framingham (Massachusetts), Scott Brown, disse que "finalmente está aliviado". O motivo é que um processo movido contra ele por um brasileiro e sua então esposa foi arquivado. Um júri federal rejeitou a acusação do casal de que o oficial teria apontando uma arma para os dois em abril de 2010 e pediam uma indenização de US$1 milhão por isso.

Jorge Correia e Cathleen Runnals acusaram Brown e seu parceiro, o detetive Leonard Pini de tê-los ameaçados com uma arma. Mas agora, o júri decidiu remover todas as acusações contra os oficiais.

No processo civil, Runnals e Correia acusavam o oficial de uma suposta agressão, abuso de poder, e tê-los feito passar por um sofrimento emocional muito grande. Durante 40 minutos o júri deliberou sobre o caso e decidiu inocentar o policial e a cidade.

O casal não foi encontrado pela imprensa para comentar e Brown disse que está feliz em seguir em frente a sua vida e retomar as suas funções como policial. "Ainda estou incomodado por ter passado por tudo isso", disse.

Fonte: Brazilian Times