Publicado em 16/10/2013 as 12:00am

Brasileiro é acusado de atentado violento ao pudor

Brasileiro é acusado de atentado violento ao pudor em Framingham (MA)

Mayke de Almeida teria tentado forçar um jovem a tocar em seu pênis

 

da redação

Um homem tentou forçar outro homem a tocá-lo sexualmente, no banheiro de uma loja de departamento em Framingham (Massachusetts). A informação foi divulgada pelas autoridades locais que também anunciou a prisão do brasileiro Mayke de Almeida Ribeiro, 31 anos.

Ele é acusado de, no dia 08, ter praticado o crime em uma loja da TK Maxx da Worcester Road. O porta-voz do Departamento de Polícia de Framingham, Tenente Ron Brandolini, disse que Mayke foi preso no dia seguinte após uma denúncia feita pela suposta vítima, um jovem de 19 anos de idade.

Segundo as informações, a suposta vítima disse aos policiais que estava trabalhando quando Ribeiro, que tem uma companhia de limpeza, acenou para ele, próximo ao banheiro da loja. "Ele pediu meu número de telefone alegando que uma mulher estaria interessada nele", disse o jovem acrescentando que fez o que o acusado pediu.

Mas depois de entrarem no banheiro, Mayke teria pedido para tirar uma foto do pênis da vítima. "Eu neguei, mas ele continuou o assédio e pediu para tocar em meu órgão genital", informou o jovem que tentou sair do banheiro, mas o acusado bloqueou a porta. "Ele tirou as próprias calças e começou a se tocar. Depois pegou em meu braço e tentou forçar com que eu o tocasse", concluiu.

O incidente foi relatado no dia seguinte e a polícia prendeu o brasileiro no número 12 da Greenview Street e o acusou de atentado violento ao pudor e agressão a uma pessoa menor de 16 anos de idade.

Durante uma audiência realizada na quinta-feira (10), na "Framingham District Court", o acusado alegou inocência e a Promotoria pediu que fosse estipulada uma fiança de US$10 mil. A alegação para o pedido foi que de o caso é grave e existe uma ordem de detenção emitida contra Mayke pelo Immigration and Customs Enforcement (ICE).

O juiz Douglas Stoddart  determinou uma fiança de US$3,500 e Mayke deverá voltar ao tribunal no dia 04 de novembro para uma audiência de pré-julgamento.

Fonte: Brazilian Times