Publicado em 16/10/2013 as 12:00am

Casal brasileiro percorre os Estados Unidos em trailer

Casal brasileiro percorrem os Estados Unidos em trailer

Sobre 4 rodas, o casal Paulo Rollo e Jeanne Look literalmente adotou “o mundo” como quintal de sua casa

 

da redação

Tendo como princípio a histórica frase do general romano Pompeu, em latim: “Navigare necesse; vivere non est necesse”  (Navegar é preciso; viver não é preciso), o casal Paulo Rollo, natural de São Paulo, e Jeanne Look, natural de Blumenau (SC), decidiu literalmente fazer do mundo o seu próprio quintal. Ambos adquiriram um motor home, um trailer motorizado, cujo interior é literalmente uma casa, e vivem a vida sobre quatro rodas viajando pela América do Norte, precisamente os Estados Unidos. Após gastarem US$ 20 mil com a compra do veículo, no qual instalaram placas que captam a energia solar (SAS), eles vivem com o orçamento mensal de US$ 1.500 viajando por todo o país. Fugindo do frio, eles deixaram a fronteira com o Canadá e, rumo ao sul dos Estados Unidos, eles passaram por Nova Jersey, onde visitaram a comunidade brasileira na cidade de Newark, onde ficarão aproximadamente 10 dias. Graças à generosidade da família Seabra,  eles pararam o trailer no estacionamento do restaurante Campino, na esquina da New York Avenue e Jabez Street, no Ironbound.

Tal aventura não é novidade para Paulo que, em 23 anos de aventuras, já percorreu mais de 1 milhão de quilômetros pelas estradas de 71 países de praticamente todos os continentes. Na ocasião, a experiência resultou no livro “Volta ao Mundo em 8.000 Mil Dias”, no qual ele relata as experiências, boas e ruins, vivenciadas nas viagens.

“Decido a seguir outro rumo, Paulo Rollo abandonou a escola aos 13 anos, para aprender na prática tudo que a vida pudesse lhe ensinar. Logo descobriu que o seu destino era cair na estrada, aliando aprendizado, prazer e trabalho. Mas como? Transformando o sonho de ser viajante em profissão. Depois de conhecer o Brasil, foi para a Europa. Saldo de 23 anos de viagens: 71 países visitados, aprendizado de três idiomas e reconhecimento profissional”, detalha a contracapa do livro.

Paulo investiu parte do dinheiro acumulado na poupança na compra de um trailer de 25 pés de comprimento e 2 “slide outs”, ou seja, partes que permitem a expansão do espaço interno do trailer, e um rack especial, que acomoda um “scooter”, o qual eles utilizam para passear pelos lugares próximos, quando não estão dirigindo a “casa móvel”.

A prática de viver sobre 4 rodas é relativamente comum para inúmeros norte-americanos, sendo que muitos deles alugam vagas em estacionamentos especiais, que muitas vezes podem custar quase o mesmo que a estadia em um hotel. Para “cortar os custos”, Paulo e Jeanne costumam utilizar com frequência os estacionamentos da rede de lojas Wal-Mart, que possui uma política de tolerância com os proprietários de trailers, explicou Rollo.

Entre as situações inusitadas vividas pelo casal, Paulo destacou quanto o trailer ficou estacionado 6 dias no estacionamento de uma filial da rede Lowe’s. No sexto dia, a gerente da loja bateu à porta do trailer para indagar por que o veículo estava para lá há tanto tempo. “Eu respondi: ‘I’m sorry (desculpe-me), pois tivemos um problema’ e ela simplesmente respondeu ‘tudo bem’ e foi embora. Descobri que nos Estados Unidos ‘I’m sorry’ (Desculpe-me) impressiona mais que “please” (Por favor)”, disse Rollo.

Com relação ao futuro, Paulo e Jeanne disseram que planejam levar a vida sobre 4 rodas o máximo de tempo que puderem, pois “viajar é preciso”.

Fonte: Brazilian Times