Publicado em 6/11/2013 as 12:00am

Ladrões acusados de matar brasileiro vão a julgamento na FL

Ladrões acusados de matar brasileiro a tiros vão a julgamento na FL

 Dois indivíduos acusados de matar a tiros o brasileiro Gustavo Cabral, de 31 anos, ficarão detidos indefinidamente na Penitenciária do Condado de Palm Beach, na Flórida. Os investigadores informaram que Ilmart Christophe e Jefty Joseph, ambos de aproximadamente 20 anos, dirigiram a vítima até uma casa abandonada na cidade de Lake Worth (FL) e o roubaram, segundo o canal local WPTV. O crime ocorreu às 9:30 da manhã de domingo (1), conforme testemunhas. Gustavo foi encontrado morto, atingido por um tiro. Christophe e Joseph "apontam o dedo um para o outro" na acusação de quem apertou o gatilho. Durante a audiência ocorrida na segunda-feira (2), o juiz negou fiança aos dois acusados. Conforme documentos apresentados no Tribunal, Joseph disse aos investigadores que Gustavo estava interessado em comprar drogas. O réu detalhou que levou de carro a vítima para se encontrar com Christophe e efetuar a compra. Os três entraram em uma casa abandonada, localizada na 5973IthacaCircle West, em Lake Worth (FL). Testemunhas informaram que viram os três homens entrarem na casa, ouviram um disparo e somente dois saíram. Segundo o website The Palm Beach Post, Joseph disse aos investigadores que estava com a vítima no Cassino Seminole, em CoconutCreek (FL), no sábado (30), a qual ele alegou conhecer desde criança, apesar da evidente diferença de idade. A vítima estava bêbada e não quis gastar mais dinheiro, então, pediu a Joseph que ficasse com seus documentos de identidade e cartões de crédito. Posteriormente, a vítima pediu ao suspeito cocaína e Xanax (remédio controlado), disse Joseph aos detetives. A vítima estava embriagada demais, portanto, o suspeito dirigiu até o Condado de Palm Beach e no caminho encontrou Joseph, indo todos os três à casa abandonada. Joseph disse que ficou na frente da casa enquanto a vítima e Christophe entraram. Joseph alegou que escutou um "pop" e um "ruido de queda" e, então, perguntou onde estava a vítima. Christophe respondeu que a vítima queria mais drogas e acrescentou "vamos embora", segundo um relatório. Entretanto, Christophe alegou ser ele que estava na frente da casa e que Joseph e a vítima entraram. O suspeito disse que Joseph o pegou com o Toyota e percebeu que a vítima estava no banco traseiro com uma toalha sobre sua cabeça. Os três foram até a casa e Joseph disse que tinha "algo para resolver". Christophe disse que ouviu um "pop" e um barulho e viu Joseph caminhar em direção à frente da casa. Os detetives encontraram a carteira de motorista, cartões de crédito, relógio e um recibo bancário da vítima nos bolsos de Joseph. Os suspeitos dexaram a cena do crime em veículo Toyota Camry de cor preta. Os policiais encontraram Christophe e Joseph a menos de 1 milha de distância da cena do crime, os interrogaram e os prenderam. Ambos enfrentam as acusações de roubo e homicídio em primeiro grau.

Fonte: (da redação)