Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 20/11/2013 as 12:00am

Brasileiros são acusados de comandar esquema de fraude

Brasileiros são acusados de comandar esquema que fraudava cartões de crédito

Da redação

Uma brasileira foi presa e enfrenta acusação de comandar um esquema fraudulento de cartões de crédito nos Estados Unidos. A suposta criminosa tinha base na cidade de Orlando, na Flórida, e agia com a ajuda de um amigo, também brasileiro. Lilian Benatti e Marllon Terglys Pinheiro Silva foram indiciados por clonagem de cartões de crédito.

A prisão aconteceu no dia 16 de outubro, quando Silva se preparava para viajar ao Brasil. Os agentes revistaram a sua bagagem no Aeroporto Internacional de Orlando e encontraram oito cartões de crédito em branco. A notícia de que os dois foram acusados oficialmente  foi divulgada esta semana.

Além dos cartões, os investigadores encontraram na bagagem do brasileiro, milhares de dólares e uma lista de números de cartões de crédito salvos em um arquivo no laptop. No mesmo dia da prisão, Lilian e outra mulher foram detidas por agentes federais no Aeroporto Internacional de Miami. Com elas foram encontrados 35  cartões de crédito já clonados.

Os dois responderão por tráfico e falsificação de cartão de créditos. Silva assumiu a culpa e confessou aos investigadores que ele e Lilian retiraram milhares de dólares em caixas eletrônicos de Orlando . Ele contou ainda que a brasileira deixou a sua máquina de recodificação de cartão de crédito e o laptop em uma mochila de uma loja em Orlando.

Os agentes foram à loja citada e o proprietário disse que concordou em guardar a mochila para a brasileira e que isso não é um pedido incomum. “Ela pediu para que eu ficasse com o material até que ela voltasse para Orlando”, teria dito ele aos investigadores.

Ao abrirem a mochila, os agentes encontraram a máquina de re-codificação, o laptop e 55 cartões fradados. Ainda não foi divulgado quando terá início o julgamento dos dois acusados.

Fonte: Brazilian Times

Top News