Publicado em 22/11/2013 as 12:00am

Obama concorda com Reforma Imigratória parcial

Obama concorda com Reforma Imigratória em pedaços

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na terça-feira (19), que concordará que os Republicanos aprovem um projeto de lei “fragmentado”, se este for o empecilho para que ele cumpra uma de suas promessas de campanha. 

Obama estava lutando para convencer os Republicanos a aprovar um projeto abrangente que permitisse a legalização de 11 milhões de imigrantes. A ideia inicial era proporcionar o caminho para a Cidadania e reforçar o sistema de segurança. "O problema é que eles não querem uma proposta tão abrangente”, disse.

O presidente ressaltou que se os Republicanos quiserem dividir o projeto em cinco partes, ele não se incomodará, desde que se inicie as mudanças nas leis de imigração, consideradas ultrapassadas. Mas ele fez questão de que as medidas aprovadas devam incluir uma melhor fiscalização na fronteira dos Estados Unidos e o caminho para legalizar os milhões de imigrantes.

Presidente da Câmara, John Boehner já deixou claro que o projeto de lei de imigração abrangente que aprovado pelo Senado não vai ser colocado em discussão este ano. "Eu estou tentando encontrar uma maneira de acabar com isso, mas sabemos que este não será um assunto fácil”, disse ele na semana passada.

Boehner e o seu Partido Republicano estão passando por uma forte pressão, pois em 2016 será o ano das eleições presidenciais. Para melhorar a imagem diante do eleitorado imigrante, eles devem agir antes disso e fazer com que um projeto passe pela Casa. O problema é que os republicanos preferem uma abordagem "passo-a-passo" para a reforma, o que permitiria a votação de questões como a segurança na fronteira ou vistos de trabalhador em primeira mão.

O presidente Obama deixou claro que concorda com esta exigência e que espera que os republicanos tome alguma atitude agora.

Fonte: Brazilian Times