Publicado em 25/11/2013 as 12:00am

Brasileiros investem cada vez mais no setor imobiliário dos EUA

Brasileiros investem casa vez mais no setor imobiliário dos EUA

A demanda tem sido tão boa que as próprias imobiliárias americanas estão vindo ao país em busca de novos clientes

 

Da redação

Adquirir um imóvel nos EUA tem sido um investimento cada vez mais frequente entre os brasileiros. De acordo com dados do setor imobiliário, cerca de 8 mil brasileiros compraram residências e pontos comerciais na “terra do Tio Sam” nos últimos dois anos.

A demanda tem sido tão boa que as próprias imobiliárias americanas estão vindo ao país em busca de novos clientes. Na última quinta e sexta-feira, Manaus recebeu o evento “Miami Prime Real Estate”, onde representantes de três incorporadoras com empreendimentos nos EUA - Opera Tower, 1010 Brickell e Orlando Magic Village - apresentaram alguns de seus imóveis disponíveis em Miami e Orlando, ao público manauara. O primeiro encontro neste formato na cidade só reforça o potencial de clientes que a capital do Amazonas possui, principalmente pela proximidade e pelos três vôos diários que partem daqui com destino a Miami.

Há três anos a C&Castro Imóveis vislumbrou o potencial de mercado para brasileiros nos States e passou a comercializar imóveis nos EUA, em parceria com a Elite International Realty. Na época, o investimento ainda possuía um certo nível de risco, por conta dos efeitos da grave crise imobiliária que atingiu os Estados Unidos em 2008. Foi esta própria crise, aliás, que fez com que vários imóveis perdessem valor, tornando o preço deles convidativos aos investidores. Na opinião dos especialistas, comprar um imóvel nos EUA atualmente é garantia de retorno. “O mercado continua muito interessante. Quem comprou um imóvel nos EUA há um ano e meio, por exemplo, já obteve retorno. A economia americana se recuperou totalmente da crise e isso dará força e segurança ao mercado de imóveis. Se antes, o amazonense que desejava um segundo imóvel procurava Rio de Janeiro ou Fortaleza, hoje, ele já enxerga Miami e Orlando”, analisou Jorge Ayub, diretor da C&Castro.

Em Miami, é possível encontrar um imóvel com dois quartos e 120 metros quadrados por cerca de US$ 200 mil (aproximadamente R$ 450 mil). Daniel Ickowicz, gerente de vendas da Elite Internacional Realty, acredita que a grande vantagem de se comprar uma casa ou apartamento no estrangeiro é a de poder diversificar investimentos. “A crise de 2008 ensinou que ter investimentos variados é uma boa saída. E ao adquirir um imóvel nos EUA, você está investindo em dólar, uma moeda forte, que te dá uma situação confortável. Os americanos perceberam o potencial de clientes no Brasil e estão vindo atrás deles aqui”, contou. Algumas inseguranças do comprador na hora de “bater o martelo”, também vem sendo resolvidas pelas empresas. “Nós damos toda infra-estrutura de apoio para o cliente. Temos advogados para a área jurídica, contadores que falam português e fornecemos todo suporte que o cliente deseja. Vamos atrás de locadores para o imóvel, contactamos qualquer serviços de manutenção... Se ele desejar uma babá que fale português, nós conseguimos”, enumerou Daniel Jerusalmi, corretor de imóveis na Elite International Realty. 

 

Fonte: Brazilian Times