Publicado em 29/11/2013 as 12:00am

MMX, de Eike, tem prejuízo de R$ 1,2 bilhão no terceiro trimestre

MMX, de Eike, tem prejuízo de R$ 1,2 bilhão no terceiro trimestre

A MMX, mineradora de Eike Batista, comunicou nesta sexta-feira (29) que encerrou o terceiro trimestre com prejuízo de R$ 1,2 bilhão, ante perdas de R$ 100,6 milhões registradas um ano antes. No segundo trimestre, a empresa tinha registrado prejuízo de R$ 441,5 milhões. O resultado foi influenciado principalmente pela baixa contábil de R$ 913 milhões ocasionada pela revisão dos valores da unidade de Serra Azul e dos direitos minerários de Bom Sucesso, destaca o Valor Online. Além disso, a mineradora de Eike Batista fez uma provisão de R$ 113,2 milhões para o pagamento de multas à Usiminas por não cumprimento de contrato de movimentação referente ao Porto Sudeste. A unidade está passando por um processo de reestruturação e, em novembro, 65% do projeto foi vendido para a holandesa Trafigura e para o fundo árabe Mubadala por US$ 400 milhões. As receitas da MMX subiram 38% no terceiro trimestre frente ao mesmo período de 2012, para R$ 339 milhões. O aumento reflete principalmente o avanço de 13% no volume de vendas de minério de ferro, para 2,1 milhões de toneladas.

Fonte: (G1)