Publicado em 11/12/2013 as 12:00am

Jovem brasileiro é morto a facadas em Connecticut

Jovem brasileiro é morto a facadas em Connecticut

Oriundo de uma família do Pará, um jovem foi esfaqueado até a morte no sábado (07), na cidade de Danbury (Connecticut). Segundo testemunhas, Luan Henrique Pitol, 19 anos, recebeu várias facadas e outra pessoa ficou ferida. O crime aconteceu durante uma briga na esquina da Wooster com a Grand Street, segundo as informações policiais. O chefe do Departamento de Polícia da cidade, Al Baker, informou que os policiais responderam a um chamado de uma grande briga entre dois grupos de jovens, pouco antes da meia-noite. Ao chegarem ao local, eles encontraram as duas vítimas. Os demais envolvidos nesta briga fugiram antes que os policiais chegassem. Mas algumas testemunhas relataram tudo o que viram aos investigadores. "Eles fugiram em várias direções", disse o chefe de polícia. Baker disse que o brasileiro foi levado para o Danbury Hospital, ondefoi declarado morto. A outra vítima, de 20 anos de idade e morador de Danbury, ficou apenas ferida, mas não está sobre risco de morte. Ainda segundo o oficial, nenhuma pessoa foi presa e também não foram apreendidas nenhuma arma. "Ainda não sabemos quantas facadas a vítima levou", disse ele se recusando a informar o nome do rapaz, até que sua família fosse informada. Mas em uma rede social, amigos e familiares prestaram homenagem a Luan. Baker disse que várias pessoas presenciaram a briga e que elas foram ouvidas pelos investigadores. "Em breve estaremos com todas as informações necessárias para prender o culpado pela morte do rapaz", disse. "Estamos com quatro detetives e vários peritos trabalhando nas evidências", continua. Este esfaqueamento resultou como o segundo caso de homicídio em Danbury este ano. Em outubro um rapaz de 25 anos foi indiciado por homicídio culposo pelo espancamento e morte de um bebê de 19 meses de idade. Christian Williams, o pai do menino, se declarou inocente nesse caso. Luan era filho de Lúcio e Carmem DeOliveira Pitol. Ele chegou aos EUA quando tinha apenas 9 anos de idade e frequentou a Danbury High School e era um aprendiz de carpinteiro. O rapaz gostava de jogar futebol e era bastante ativo na comunidade brasileira de sua região. Além dos pais, Luan deixou uma irmã, Luana Figueiredo Pitol, sobrinhos, Lucas e Pedro Figueiredo, avó paterna, RosePitol, avós maternos, Antônio e Carmalita De Oliveira, tias, tios, incluindo Sebastian e Gilbert De Oliveira e primos. A missa de corpo presente será celebrada nesta quinta-feira, 12 de dezembro, às 7:30 p.m., na Igreja de São Pedro, localizada no 121 Main Street, em Danbury, com o Padre Leonel S. Medeiros.

Fonte: (da redação)