Publicado em 29/01/2014 as 12:00am

Procuradoria da República investiga pai de Neymar

Procuradoria da República investiga pai de Neymar e detalhes de venda

A Procuradoria da República em Santos, no litoral de São Paulo, instaurou um procedimento investigatório criminal contra Neymar da Silva Santos, pai e empresário do atacante Neymar, do Barcelona, e responsável pela empresa N&N Sports, que recebeu ? 40 milhões (R$ 132 milhões) pela transferência do jogador para o Barcelona, em maio do ano passado. O Ministério Público Federal (MPF) quer apurar se houve crime tributário e enviou ofício à Receita Federal do Brasil pedindo informações sobre a situação da empresa perante o fisco. Novas informações surgidas na imprensa dariam conta de um suposto recebimento de recursos que chegariam à ordem de R$ 130 milhões. O MPF em Santos enviou ofício ao Delegado da Receita Federal em Santos requisitando dados. O Ministério Público Federal de Santos declara que durante a investigação instaurada não foi possível, de forma consistente, elucidar por completo a questão fiscal da empresa, que segundo informações fornecidas pela Fazenda Nacional indicariam a existência de débitos tributários. Nos documentos já recebidos pelo MPF não foi possível definir o atual estado dos débitos, se há parcelamentos ou se existe inscrição junto à divida ativa. No novo pedido enviado à Receita Federal, o MPF requisita a relação de todos os débitos existentes relacionados à empresa e seus sócios, se há parcelamento desses débitos e sua situação atual, e se houve quitação ou não. Em relação à N&N, também são pedidos ainda todos os informes e declarações feitas pela empresa ao órgão relacionado a débitos existentes e sua situação. Da mesma forma foi pedido que a Receita Federal traga ao conhecimento do MPF outras informações relacionadas ao investigado e a qualquer uma de suas empresas, julgadas pertinentes por parte do órgão. O Ministério Público Espanhol também pode ser contatado pelo MPF em Santos para requisitar informações, através de pedido de colaboração. De acordo com informações noticiadas na imprensa espanhola, uma investigação sobre o caso já estaria sendo realizada após denúncia de um dos sócios do Barcelona não ter conseguido dados sobre o contrato do atacante e do suposto pagamento adicional de R$ 130 milhões à empresa do pai do jogador. O procedimento investigatório criminal é de responsabilidade do procurador da República Thiago Lacerda Nobre e recebeu o nº 1.34.012.0000084/2013-31 Declaração Neymar da Silva Santos, que é pai e empresário do jogador Neymar, se pronunciou na tarde desta terça-feira (28) sobre os detalhes da negociação com Santos e Barcelona. "Eu pedi para o Barcelona quebrar a confidencialidade do contrato, mas é algo que existe para proteger a pessoa física e a família do Neymar. A gente não expõe valores, mas pedi ao Bartomeu para abrir o contrato. Não devo nada às Receitas da Espanha e do Brasil. Espero que acreditem nestes esclarecimentos. Queremos paz", afirma o pai do atleta.

Fonte: (g1)