Publicado em 5/02/2014 as 12:00am

Empresária e ativista assume vice-presidência da CTIB

Empresária e ativista assume vice-presidência da CTIB

  A Central do Trabalhador Imigrante nos Estados Unidos (CTIB/US) está reformulando sua diretoria e preparando novos projetos para o ano de 2014. Na semana passada, a entidade divulgou o nome da nova vice-presidente. A vaga foi preenchida pela empresária Francisca Melo, que também tem um vasto histórico de ativismo na comunidade brasileira nos Estados Unidos. Ela também será a coordenadora Social da CTIB e o atual presidente, Márcio Porto disse que a entidade "só tem a ganhar com a presença de Francisca no quadro de diretores". Ele destaca a bagagem de causas sociais, força de vontade e determinação como as principais qualidades da nova vice-presidente. Márcio ressalta que Francisca será uma peça fundamental na luta social que a CTIB desenvolve desde a sua criação. "Ela vai nos ajudar na articulação e implantação de cursos profissionalizantes para capacitar o trabalhador imigrante neste país", continua. Francisca é natural de Sabinópolis (Minas Gerais), e vive nos Estados Unidos há 14 anos. Atualmente ela reside na cidade de Marlborough (Massachusetts), onde tem uma companhia de construção civil e pintura. Ela ressaltou a importância do projeto que vai implantar cursos profissionalizantes para a comunidade e disse que a CTIB tem grandes planos para 2014. A empresária acredita que a comunidade brasileira de Massachusetts está muito carente de cursos profissionalizantes. "Nós temos grandes profissionais e pessoas interessadas que poderiam contribuir muito mais em seu meio social e até mesmo crescer profissionalmente. Mas não existe uma entidade voltada apenas para isso aqui em nosso estado", explica. Francisca ressalta que o projeto central da CTIB será o de tornar a entidade um meio para que o brasileiro faça um curso e aperfeiçoar em algum ramo de trabalho. "Tenho certeza de que vamos contribuir muito para a nossa comunidade", continua ressaltando que já está correndo atrás dos primeiros cursos.

Fonte: (Luciano Sodré)