Publicado em 7/02/2014 as 12:00am

Líder dos Republicanos diz que Reforma está morta para 2014

Líder dos Republicanos diz que falta de confiança em Obama é o entrave na Reforma Imigratória

O presidente da Câmara dos Deputados nos Estados Unidos, John Boehner, alertou para as dificuldades de uma Reforma Imigratória este ano. Em um discurso realizado nesta quinta-feira (06), ele disse que o projeto só será aprovado quando “o presidente Obama ganhar a confiança dos Republicanos”.

Boehner culpa a falta de confiança entre a Casa Branca e o Partido Republicano para justificar a dificuldade para discutir este projeto e aprova-lo. “Se as cosias caminharem do jeito que estão, será muito difícil que algo aconteça este ano”, acrescentou. “Temos muitas dúvidas se esta administração vai cumprir com os combinados e aplicar as nossas leis. Isso vai impedir que qualquer assunto sobre imigração seja discutido”, continuou.

Mas, em seu discurso, ele não deixou claro sobre o que estava falando e como a Casa Branca poderá recuperar esta confiança. “Vou continuar a conversar com meus colegas de partidos sobre qual a melhor maneira de seguirmos com este projeto, mas a ameaça do presidente em fazer uma Ordem Executiva, minou qualquer ânimo em favor do assunto”, explicou.

Boehner ressaltou que a Reforma Imigratória é o maior projeto da administração de Obama e o fato dele ter ameaçado uma Ordem Executiva para aprova-lo, irritou os republicanos. “Ele mostrou mais uma vez que não quer trabalhar conosco”, disse.

Esta fala dura de Boehner deixou os ativistas pró-imigrantes mais preocupados, pois aconteceu depois que os deputados delinearam o seu projeto de imigração, onde se dificulta a legalização dos 11 milhões de trabalhadores que vivem nos Estados Unidos.

Alguns especialistas políticos afirmam que ambos os partidos (Democrata e Republicano) querem a aprovação do projeto, mas o jogo de interesse é que está dificultando. “A preocupação é quem vai ser o pai da criança”, ressaltou um ativista.

Isso porque alguns Republicanos já deixaram claro que estão contra a Reforma Imigratória pelo fato de que ela poderá beneficiar os Democratas nas eleições.

Outro deputado republicano que defende a tese que a falta de confiança no presidente Obama é o maior empecilho para que este projeto siga adiante.  “A falta de fé no presidente poderá ser a responsável em jogar a Reforma para o outro ano”, afirmou.

Fonte: (da redação)