Publicado em 10/02/2014 as 12:00am

Advogado diz que lutador pode ser deportado

Advogado diz que brasileiro preso nos EUA é tratado como "animal"

Preso desde a última quinta-feira, o brasileiro Thiago Silva tem sofrido atrás das grades na Flórida, de acordo com o advogado Scott Saul, que defende o lutador. A afirmação do representante do atleta no tribunal é de que Silva passa por apuros por ser um profissional das artes marciais mistas. "Ela está triste porque tem sido humilhado e está preso. Também tem sido tratado como algum tipo de animal agressivo só porque é um atleta profissional", acusou Scott Saul.

Thiago Silva foi preso sem direito à fiança após ter ameaçado sua ex-mulher Thaysa Silva na última quinta-feira. Autoridades americanas afirmam que o lutador foi com uma arma em uma academia de artes marciais mistas e ameaçou atirar em Thaysa e em funcionários do local. O brasileiro teria então indo para casa, onde resistiu por quatro horas à prisão. 

De acordo com o advogado, as acusações iniciais - tentativa de assassinato, lesão corporal com arma mortal e obstrução sem violência - foram diminuídas na última sexta-feira para ameaça com arma de fogo e lesão corporal com arma mortal. Saul, no entanto, defende o brasileiro das acusações.

"Não existem marcas no corpo da mulher. Ele não é acusado nem de ter agredido ela. Quando estou lidando com ele, ele me parece um cavalheiro", comentou.

Os relatos iniciais da investigação, no entanto, apontam que Thiago Silva ameaça de morte há tempos a ex-mulher. O atual namorado de Thaysa Silva também seria um alvo do lutador.

Fonte: (da redaca)

Top News