Publicado em 18/03/2014 as 12:00am

Entidade de MA participa de manifesto em CT

Entidade de MA participa de manifesto em CT

Na quarta-feira, dia 13, mais de 100 pessoas se reuniram na Prefeitura de Bridgeport, Connecticut para uma audiência pública sobre a carta de direitos para Trabalhadores Domésticos, H.B. 5527. A Comissão de Trabalho e Servidores Públicos ouviu que dezenas de testemunhos, incluindo de várias trabalhadoras domésticas.

Às 2:30 PM foi realizada uma conferência de imprensa, no qual muitas pessoas puderam dar o seu depoimento pessoal. As 3:30AM deu-se início a audiência pública, a sala estava lotada e os nossos legisladores muito atentos ao que iria acontecer. Entre vários depoimentos de PCA´s, empregadores, trabalhadores domésticos e organizações que apoiam este movimento, os que mais se destacaram foram os testemunhos de Meghan Vesel, líder deste movimento, e vice-diretora do Centro do Imigrante em Bridgeport Connecticut, e Natalicia Tracy, Diretora Executiva do Centro do Imigrante Brasileiro e que também já foi trabalhadora doméstica.

O estado de Connecticut depende diariamente de mais de 42 mil trabalhadores domésticos que cuidam de nossas famílias e lares, e servem como uma parte integrante da economia. No entanto, esta categoria de trabalhadores continua sendo subvalorizado e vulneráveis a abuso e exploração. Este projeto de leis (Bill of Rights), regularizar esta indústria estabelecendo normas de trabalho proteções fundamentais e os direitos humanos básicos.

O depoimento de Natalicia Tracy, Diretora Executiva do Centro do Imigrante Brasileiro também sensibilizou a todos que estavam presentes inclusive os legisladores. Natalicia relatou que aos 17 anos veio aos Estados Unidos para trabalhar como babá de uma família de médicos brasileiros. Durante o tempo em que trabalhou pra essa família, ela sofreu muitos abusos como, trabalhar todos os dias sem folga, salário de $25.00 por semana, não podendo receber carta, e muito menos se comunicar com a família. Esses foram poucos dos muitos abusos que Natalicia sofreu enquanto trabalhava como trabalhadora doméstica para essa família com quem ela veio do Brasil cheia de expectativas e sonhos.

Após uma tarde de depoimentos emocionantes na Bridgeport City Hall era possível ver a esperança brilhando forte nos olhos presentes. Ao lado de fora da sala era possível ouvir comentários positivos como o de Nelli Altamirano: “Foi muito proveitoso, deu para sentir o entusiasmo das pessoas e o apoio delas a esse projeto de lei, e isso é muito bom, pois querer é poder.” Quando começamos este projeto em 2012, não imaginamos que tomaria tal dimensão tão rápido pois mudanças com esta  sempre demoram. Comentários como estes nos fazem perceber o quão vale a pena lutar por este movimento que a cada dia mais tem chamado atenção de todos em prol da dignidade e do reconhecimento para os trabalhadores domésticos.

O Centro do Imigrante Brasileiro é uma Organização NÃO governamental sem fins lucrativos, ou seja, não recebemos apoio monetário do governo brasileiro ou americano. A nossa missão é apoiar o trabalhador imigrante, trabalhador doméstico e orientação jurídica referente a Direito de Imigração: Para mais informações ligue, 617-783-8001, bic@braziliancenter.org ou visite WWW.braziliancenter.org

Fonte: (da redação)