Publicado em 21/03/2014 as 12:00am

Decisão sobre carteira em MA é adiada para 15 de Maio

Decisão sobre carteira é adiada para 15 de Maio pela Comissão Mista de Transportes


 

Após muita ansiedade e espera por parte da comunidade brasileira sobre decisão da Comissão Mista de Transportes  de Massachusetts acerca da  emenda H.3285, que concede a carteira de motorista para indocumentados no estado, foi divulgado nessa quarta-feira, dia 19, que o destino da medida somente será decidido no dia 15 de maio. A aprovação da medida era esperada para quarta-feira, mas devido a controvérsia que envolve a lei, a comissão pediu mais tempo para revisar o caso.

Após ser remarcado duas vezes por causa de fortes tempestades de neve, um ato para pressionar os legisladores de Massachusetts para aprovação de uma lei que concederia  carteria de motorista para imigrantes indocumentados aconteceu na manhã do último dia 5 na State House em Boston, com a presença de centenas de brasileiros. Organizações em favor dos imigrantes e ativistas comunitários mobilizaram a comunidade brasileira a comparecer em número recorde e fizeram muito barulho e pressão para que os legisladores ouvissem ao apelo dos imigrantes. Redigida e apresentada pelas senadoras democratas Tricia Farley- Bouvier, que representa Pittsfield, e Patricia Jehlen, que representa Somerville, a proposta também causou preocupação e revolta na comunidade ‘Tea-Party’ anti-imigrante do estado, que compareceu em baixo número para tentar convencer o Comitê a ignorar a proposta. 

O pastor brasileiro Glauber de Oliveira, de Malden- MA, visitou na última semana gabinetes de vários senadores e deputados, e afirmou somente se os brasileiros ‘começarem a ligar, enviar messagens de celular e emails para o presidente da comissão de transportes, teremos uma chance de ver o projeto ir para votação na Câmara dos Deputados e Senado estadual’.

O pastor também participou do programa Papo Com Mikula” da rádio BTTV, que na última quinta-feira(13), realizou uma entrevista exclusiva com a co-autora da a emenda, a deputada Tricia Farley- Bouvier, que durante a sua participação explicou o que falta para o projeto ser aprovado e aceito como emenda legislativa, e como vai repercutir em benefício dos brasileiros indocumentados do estado. ‘ A Tricia morou na América Latina por um bom tempo, já visitou o Brasil e por muitos anos deu aula de inglês para imigrantes, sendo vários deles brasileiros. Ela escutou muitas histórias durante o tempo como professora e se sensibilizou com a causa imigrante no país’ afirma Glauber, que apesar de confiante que a medida possa passar, acredita que sem a movimentação e pressão por parte dos brasileiros, a medida pode ‘morrer’ ainda na Comissão de Transportes do estado. ‘ Existem muitos interesses em jogo e muitos dos membros da comissão não tem interesse em dar apoio para a medida. Nós como residentes do estado, e principais benefíciários da medida, temos que fazer a nossa parte e começar a ligar para o presidente  da comissão Thomas M. McGee, que representa a jurisdição de Lynn’ afirma Glauber. ‘ Convoco a comunidade a se manifestar e começar a ligar em massa para o Sr. Thomas, porque o futuro do projeto está nas mãos dele. Somente ele tem o poder de levar esse projeto a votação no congresso estadual’ completa o pastor.

Fonte: (da redação)