Publicado em 9/04/2014 as 12:00am

Autópsia para causa da morte de Peaches Geldof é marcada

Autópsia para esclarecer causa da morte de Peaches Geldof é marcada


Um médico patologista do Ministério do Interior do Reino Unido realizará uma autópsia na quarta-feira (9) para determinar as causas exatas da morte da modelo e apresentadora britânica Peaches Geldof, cujo corpo foi encontrado em seu apartamento na tarde de segunda (7).

Em sua versão online, o jornal "The Guardian" informou nesta terça-feira que o exame será realizado no hospital Darent Valley de Dartford, situado próximo à residência de Peaches em Wrotham, no condado de Kent, no sudeste de Londres.

Os resultados da autópsia, que podem demorar algumas semanas para serem concluídos, servirão para determinar os rumos da investigação sobre sua morte, que, por enquanto, está sendo tratada como "súbita", "inexplicável" e "sem suspeitas".

"Nossos agentes estão trabalhando para estabelecer as circunstâncias (da morte) e, posteriormente, elaborarão um relatório para o médico legista", disse na terça um porta-voz da polícia de Kent.

Peaches, de 25 anos, era casada com o músico britânico Thomas Cohen, vocalista da banda S.C.U.M, com quem tinha dois filhos, Astala e Phaedra.

Sua mãe, a apresentadora de televisão Paula Yates, morreu em conseqüência de uma overdose em setembro de 2000, quando Peaches tinha apenas 11 anos.

De acordo com o jornal "Daily Mirror", a polícia não encontrou vestígios de drogas no apartamento de Peaches e nem sinais de violência em seu corpo ou alguma nota de suicídio.

O presidente da Irlanda, Michael D. Higgins, que nesta terça iniciou uma visita de Estado de quatro dias ao Reino Unido, ofereceu suas condolências à família, já que o mesmo teria um encontro com o cantor e humanista Bob Geldof, pai de Peaches.

"É uma cruz muito difícil de aguentar para qualquer família. Todos meus pensamentos estão com a família e os amigos de Peaches neste momento", declarou Higgins.

Martin McGuiness, vice-ministro principal do governo norte-irlandês e antigo comandante do IRA, que terá um jantar nesta noite com a rainha Elizabeth II no castelo de Windsor, também lamentou a morte da britânica.

"A morte de Peaches Geldof é muito triste para sua família e amigos. Sinto muito por eles. Isso é muito trágico", declarou McGuiness.

A atriz americana Susan Sarandon, por sua vez, declarou em uma rede social que "não há palavras que possam consolar diante da perda de uma menina e mãe tão bela como Peaches Geldof".

A cantora e compositora britânica Ellie Goulding também se manifestou: "Quando se acha que já se compreende tudo, algumas coisas não podem ser explicadas ou entendidas. Dois filhos maravilhosos. Descanse em paz, Peaches", afirmou Goulding.

Fonte: (g1)