Publicado em 25/04/2014 as 12:00am

Brasileira celebra 50 anos de América

Brasileira celebra 50 anos de América

Luciano Sodré

No dia 20 de abril, a brasileira natural de São Paulo (capital), Tereza Taylor celebrou 50 anos de América. Ela, que está com 85 anos de idade, afirma que cada minuto de sua vida neste país valeu a pena. Em uma conversa saudosista com a reportagem do jornal Brazilian Times, a paulistana lembra que na época de sua chegada “não existia uma comunidade brasileira formada”.

Desde que chegou aos Estados Unidos, em 1964, Tereza morou em Massachusetts. No dia em que ela celebrou os 50 anos de vida neste país, ela recebeu um jantar especial oferecido por uma entidade que cuida de idosos no estado. “Foi muito emocionante. Eles me levaram ao Muqueca Restaurant, em Cambridge”, disse.

Mas no sábado (26) haverá uma nova comemoração e segundo Tereza, um grupo de amigos a levará até o restaurante Chão de Fogo. “Estou muito feliz por estar vivendo tudo isso e aconselho as pessoas que acabaram de chegar a este país para não desistirem de seus sonhos”, continua.

Tereza ressalta que apesar das dificuldades enfrentadas pelos brasileiros de hoje serem diferentes das que ela passou na sua chegada, o objetivo é o mesmo. “Somente a perseverança, determinação e bom caráter pode fazer você conseguir alcançar os seus objetivos”, explica.

Quando Tereza chegou aos EUA, não havia nada que lembrasse o Brasil, como é nos dias de hoje. Mesmo tendo entrado no país com o Green Card, ela afirma que sua maior dificuldade foi se adaptar à comida e á cultura.

Logo que chegou, ela trabalhou como doméstica por um período de um ano. Seus próximos trabalhos foram em uma fábrica de tapetes, em um asilo. Mas o que ela mais gostou foi um emprego em uma loja chamada RCA, onde ela ajudava a construir cabos de comunicação. “Depois, o seu patrão reuniu os funcionários para comunicar que os cabos que nós fizemos eram componentes que construíram a nave espacial Apolo 2”, lembra.

Tereza possui uma carta assinada pelo dono da empresa confirmando que esta brasileira participou da construção daquela nave espacial.

Tereza chegou aos EUA através de uma agência de emprego localizada em São Paulo, chamada “L’abour”. Com saudade do Brasil, ela começou organizar bailes e jantares para reunir a comunidade e isso a tornou bastante conhecida na época.

Hoje, com 96 anos de idade e 50 de América, Teresa afirma que cumpriu o seu papel e espera passar um exemplo para os outros brasileiros. “Quando temos um sonho devemos acreditar nele e correr atrás, não importa o tempo que se leve para alcança-lo”, conclui.

Fonte: (da redação)