Publicado em 27/04/2014 as 12:00am

Brasileiro acusado de aplicar golpes está desaparecido

O Brazilian Times publicou na edição do dia 03 de abril, uma acusação contra o brasileiro Fabiano Antônio Silva Moreira, que teria prejudicado um empresário na Florida e feito outras vítimas.

O Brazilian Times publicou na edição do dia 03 de abril, uma acusação contra o brasileiro Fabiano Antônio Silva Moreira, que teria prejudicado um empresário na Florida e feito outras vítimas. Na matéria, uma fonte informou que ele estaria morando em Everett (Massachusetts). A redação tentou falar com ele, mas não obteve êxito e no dia 06, ele procurou o jornal para se defender das acusações.

Ele ainda afirmou que a suposta vítima estaria revoltada pelo fato de tê-lo processado e a Justiça não ter dado ganho de causa como queria. Fabiano, que trabalha na área de construção civil, alegou que não é foragido e que mora no mesmo lugar há muito tempo.

Mas nesta semana, o jornal Achei USA, que circula na Florida, divulgou que o brasileiro estaria desaparecido e deixou várias vítimas no sul do país.

Ainda segundo a reportagem, Fabiano é acusado de aplicar vários golpes na área de construção civil e entre as vítimas estão tanto contratantes quanto trabalhadores. O noticioso informou ainda que entrou em contato com o Departamento de Licenças do condado de Broward e o investivador David Burgenho afirmou que existe uma ação contra o brasileiro que foi multado em US$500 por trabalhar sem licença. “Esta penalização pode subir para US$2,000 caso surja mais reclamações contra o brasileiro ou fique provado que ele está se apresentando como prestador de serviços na área de construção civil neste condado”, disse.

Uma das supostas vítimas afirmou ao jornal que Fabiano não está morando na Flórida, como havia afirmando ao Brazilian Times. “Vimos fotos dele em Massachusetts e desde que o caso se tornou público, ele sumiu”, disse J. ao Achei. Ele é uma das pessoas que se apresentam como vítimas de Fabiano.

Outra pessoa que se apresentou como vítima do brasileiro foi Antônio Bernadino, que teria sido chamado por Fabiano para realizar um trabalho como eletricista. Mas segundo o denunciante, o que ele queria era ajuda para devolver galões de tinta para a Home Depot, loja de material de construção. “Ele pretendia utilizar minha licença para entregar o produto”, afirmou.

Em nenhum dos casos citados pelo jornal, os brasileiros quiseram citar seus nomes e apenas as iniciais foram divulgadas.

Fonte: Da Redação