Publicado em 9/05/2014 as 12:00am

Brazilian Press Awards celebra cultura brasileira nos EUA

Cerimônias do Brazilian Press Awards transformam a Flórida no caldeirão cultural brasileiro dos EUA

Fort Lauderdale (FL) – Com uma seleção de respeitadas personalidades do meio artístico, literário, jornalístico, de Comunicação, esportes e Educação, o Broward Center for the Performing Arts (BCPA), de Fort Lauderdale (FL), tornou-se nas noites de sexta e sábado o ponto de convergência da nata da comunidade brasileira que vive nos Estados Unidos. Evento concorridíssimo que, ano após ano, atrai um público cada vez maior, o Brazilian International Press Awards, em sua 17ª edição anual, lotou o Amaturo Theater e o recém inaugurado Pavilhão Huizenga, nas dependências do BCPA, em suas duas cerimônias de premiações às melhores produções culturais de 2013 em solo americano.

Eventos, organizações culturais, artistas, escritores e desportistas subiram aos palcos para receberem as condecorações dadas pelo voto popular a seus trabalhos produzidos no ano passado. O Teatro Brasileiro de Boston, dirigido pela premiada atriz Edel Holz, levou a estatueta na categoria “Teatro”, com sua peça “Mãe e Filha, o Maior Amor do Mundo”, e na categoria “Ator”. A Brazarte Dance Company, que há 12 anos vem recebendo o reconhecimento do público, mais uma vez arrebatou o troféu na categoria “Dança”. O livro “Meninos de São Raimundo”, de Roberto Lima e Bispo Filho, foi considerado o melhor trabalho literário escrito por imigrante brasileiro nos EUA em 2013. Eventos como o ‘Brazilian Fest de Pompano Beach’, o ‘Arraial da Fundação Vamos Falar Português’, e o ‘17º Brazilian Film Festival of Miami’ foram premiados por seus estrondosos sucessos e poder de atração de um público maior em 2013. 

Nas premiações a 27 categorias de Arte e Cultura, houve também estrangeiros antenadíssimos com cultura brasileira subindo ao palco na noite de sábado. Músicos da Orquestra Sinfônica Nacional da Costa Rica, responsáveis pela produção do CD “Bossa Nova Sinfónico”, projeto em torno da obra de Tom Jobim e que – além de contar com a participação de dois músicos brasileiros radicados na Flórida – foi nomeado para o Grammy Latino; o alemão Hendrik Meurkins, que, junto com o compositor Antonio Adolfo, subiu ao palco para receber o troféu por “Melhor Show Local”; e a cineasta Stella Holmes,  que concebeu o projeto “West Encounters East”, em que explorou o tema da imigração japonesa no Brasil e a assimilação cultural desses dois extremos, foram demoradamente aplaudidos pela platéia brasileira presente por seus envolvimentos apaixonadas pela cultura do Brasil.

A performance do cantor Sam Alves foi um show à parte. O cearense criado em Boston – que foi eliminado nas finais do programa televisivo “The Voice USA”, e que recebeu apoio para participar do “The Voice Brasil”, saindo vencedor com mais de 40 milhões de votos - brilhou também na Flórida e levou a estatueta de “Cantor”. Rose Max, na categoria “Cantora”, subiu ao palco do Brazilian International Press Awards para abocanhar mais um troféu para sua coleção.

O tapete vermelho e o palco do Brazilian International Press Awards tiveram brilho extra e arrastaram um batalhão de fotógrafos quando chegaram as estrelas que receberiam o Lifetime Achievement Awards. O cantor Zeca Pagodinho, a consagrada atriz Suzana Vieira, o maestro e compositor Antonio Adolfo, o coreógrafo Vavá Botelho - fundador do Balé Folclórico da Bahia – e o empresário João de Matos, publisher do jornal The Brasilians, fundado há 42 anos, encantaram a todos com seus discursos de agradecimento pelas honrarias recebidas através do voto popular. Zeca Pagodinho ainda fez a alegria da platéia ao balançar o teatro cantando trechos de sua música “Deixa a Vida me Levar”, um de seus maiores sambas.

A seriedade da organização do Brazilian International Press Awards tem feito com que suas cerimônias tenham recebido o suporte de importantes instituições ao longo de seus 17 anos. Em 2014, o evento foi apresentado pela LAN e TAM airlines, tendo o patrocínio da TV Globo Internacional e do Banco do Brasil, contando ainda com o apoio do Broward Center for the Perfoming Arts e do Consulado Geral do Brasil em Miamil.

Fonte: Gilvan de Sergipe