Publicado em 19/05/2014 as 12:00am

Republicanos na CA reforçam apoio à reforma migratória

Republicanos na Califórnia reforçam apoio à reforma migratória

O candidato republicano David Valadão disse não estar preocupado de que a possibilidade de o Congresso não aprovar uma reforma migratória prejudique a sua campanha de reeleição em um distrito rural na Califórnia. A mesma posição foi expressada pelo também republicano Jeff Denham, que representa o distrito vizinho na área de San Joaquin Valley.

Ainda assim, os congressistas na Califórnia estão deixando claro aos eleitores que eles apoiam uma reforma migratória. Eles têm a consciência de que os democratas tentarão usar o argumento como vantagem durante as eleições secundárias esse ano.

A Câmara do Comércio dos EUA gastou US$ 300 mil em anúncios de TV no distrito de Valadão, que é filho de imigrantes. Denham exibiu o prêmio que ele recebeu do maior grupo de defesa dos direitos dos latinos no país por “colocar a política migratória acima das divergências partidárias”. Ele foi o primeiro legislador republicano a apoiar a proposta migratória aprovada pelo Senado, mas parada na Câmara dos Deputados.

“As pessoas têm visto que eu tenho realmente demonstrado liderança para que esse assunto siga adiante”, disse Denham.

Soando como drmocratas, muitos republicanos membros da delegação nacional da Califórnia estão utilizando o argumento de que a mudança na lei é benéfica aos agricultores e indústrias, além de manter as famílias unidas. Entretanto, eles também são membros de um partido que tem lutado contra os esforços de aprovação de uma reforma, permitindo uma abertura política aos democratas num estado onde os imigrantes são fundamentais na economia local.

Uma recente pesquisa nacional realizada pelo Pew Research Center revelou que 7 entre 10 latinos disseram ser importante a aprovação de uma reforma migratória ainda esse ano. Outra pesquisa revelou que 9 entre 10 eleitores na Califórnia apoiam a possibilidade de os imigrantes indocumentados permanecerem no país, se trabalharem, aprenderem inglês e pagarem impostos.

Valadão, Denham e quase uma dúzia de legisladores republicanos por todo o país estão localizados em distritos eleitorais que possuem uma grande concentração de latinos. Os eleitores hispânicos somam mais que a metade dos eleitores registrados no distrito de Valadão e aproximadamente um quarto no de Denham. Ambos estão em distritos competitivos e são alvo dos democratas, que precisam vencer 17 assentos para conquistarem o controle da Câmara dos Deputados.

“Os meus eleitores entendem que tenho estado no meio disso”, disse Valadão. “Eu tenho sido vocal. Eu assinei a legislação. Eu continuo a pressionar a liderança”.

Os democratas questionam o quanto Valadão e Denham estão dedicados, frisando que ambos se recusaram a assinar uma petição que forçaria o porta-voz John Boehner a agendar uma data para a votação do projeto de lei. Nenhum republicano assinou a petição.

“Eles simplesmente falam sobre a reforma migratória, mas se recusam a segurar a caneta e assinarem a petição que força a votação”, disse o congressista Steve Israel, chefe do Comitê de Campanha Democrata no Congresso.

“Se existe algo que afeta as crianças no Central Valley, os dreamers indocumentados no Central Valley, é o Dream Act da Califórnia que ele se opôs”, disse Amanda Renteria, democrata oponente de Valadão.

A porta-voz do congressista rebateu que Valadão votou contra a legislação porque acredita que a imigração seja um assunto federal. Posteriormente, ele apoiou a possibilidade de legalização dos Dreamers, disse ela

Fonte: (Brazilian Voice)

Top News