Publicado em 23/05/2014 as 12:00am

Prefeito de Somerville assina ordem e recusa a deter imigrantes

Prefeito de Somerville assina ordem executiva se recusando a deter indocumentados

 

Nessa quinta-feira, dia 22, o prefeito de Somerville- MA, Joseph Curtatone, assinou uma ordem executiva que proíbe a polícia da cidade de deter imigrantes indocumentados na cidade em parceria com o Departamento de Imigração (ICE). Anteriomente a isso, e de acordo com o programa Secure Communities, os policiais que verificassem status imigratório irregular durante checagem de histórico criminal, detiam os indíviduos para a custódia do ICE. Com a ordem executiva assinadada por Curtatone, os policiais estarão proibidos de atuar em parceria com o ICE na detenção de indocumentados.

Segundo o prefeito disse durante uma coletiva de imprensa realizada nessa semana, a ordem “preserva o direito moral em cuidar das famílias da comunidade” e evita tratá-los como vilões. Com a ordem executiva, o departamento policial de Somerville só poderá deter um indíviduo indocumentado para o ICE,caso o mesmo tenha uma carta de detenção expedida previamente. Caso não haja motivo legítimo para a prisão do indíviduo, a ordem da cidade é para liberar a pessoa, independente das obrigações imigratórias que estariam irregulares.

Segundo o programa Secure Communities, implementado pelo governo federal, as autoridades estaduais ou municipais seriam obrigados a manter detidos por mais de 48 horas, imigrantes que sejam indocumentados, para que o ICE possa entrar com a custódia no caso. Mesmo que o imigrante em questão não tenha cometido nenhum crime passível de prisão, o Secure Communities exige que ele permaneça preso para ação da Imigração.

Somerville, em atitude surpreendente, agora assina a diretriz que vai abster a cidade de seguir tais recomendações federais. Segundo Patrícia Montes, diretora executiva do Centro Presente, disse ao jornal Boston Globe, a ordem de Curtatone “atenuará o impacto de programas como o ‘Comunidades Seguras”. Já Daniel Modricker, porta-voz do ICE, não comentou sobre a decisão tomada em Somerville. Um comunicado foi divulgado, dizendo que o  ICE “continuará a operar de forma colaborativa com as autoridades parceiras enquanto busca manter suas prioridades através da identificação e remoção de criminosos condenados e outros que representam perigo à segurança pública”


Segundo informações do Census Bureau, a população de origem estrangeira da cidade atinge 25%, com a grande maioria de origem brasileira.

 

Somerville lançou programa de inclusão da comunidade brasileira

Com a implementação de diversos programas que tem a intenção de trazer um sentimento de inclusão entre as comunidades imigrantes da cidade, Curtatone tem ganhado popularidade entre os brasileiros em Massachusetts. Em março, a Feira do Imigrante Brasileiro foi um dos eventos mais celebrados pelos brasileiros que residem em Somerville. “Oportunidades como esta permitem que nossa comunidade interaja entre si e especialmente obtenha informações importantes sobre serviços disponibilizados pela cidade e organizações que desenvolvem um trabalho em beneficio dos imigrantes. A cidade de Somerville tem sido um exemplo, criando o programa SomerVIVA , de engajamento, participação, cidadania e enlace comunitário, destinado `as comunidades imigrantes falantes da língua portuguesa, espanhol e crioulo haitiano”, afirma Adriana Fernandes, vínculo comunitário em português do programa SomerVIVA. “ Sinto-me privilegiada por trabalhar neste projeto da prefeitura de Somerville, que busca facilitar e  encorajar o acesso de todos os residentes aos serviços da cidade, especialmente aqueles que, por causa da barreira da língua ou motivos diversos, não têm tido a chance de participar ativamente das discussões comunitárias e contribuir com sugestões baseadas em suas próprias necessidades” .

O prefeito de Somerville, Joe Curtatone, filho de imigrantes italianos, está convencido de que a voz das comunidades imigrantes de Somerville deve ser ouvida e que as necessidades destas devem ser devidamente consideradas e atendidas. A cidade de Somerville tem vários decretos e pronunciamentos que apoiam estas comunidades. A igualdade de Direitos de Somerville proíbe claramente a discriminação com base na condição imigratória do residente, sua nacionalidade, raça e/ou outros fatores desta ordem.

 

Cidade também oferece oferece aulas de Inglês para idosos brasileiros

A Council on Aging Senior Project de Somerville promove aulas de Inglês no Somerville Senior Center para imigrantes de idade avançada, sendo muitos deles brasileiros.

Nomeado COA English, o encontro entre imigrantes idosos tem ocorrido há mais de um ano, e além das aulas de conversação, atividades sociais entre os idosos ajudam na compreensão e aprendizado da língua. A brasileira Luiza Miranda é uma das alunas do projeto e durante a conversação, os imigrantes recebem dicas de como melhor conjugar os verbos e realizar uma conversação mais efetiva na língua inglesa.

Com membros de várias etnias, o grupo conta com aproximadamente 15 indíviduos, e a cidade de Somerville tem trabalhado para diversificar ainda mais o leque cultural dos encontros, além de incentivar a entrada de mais idosos brasileiros, que muitas vezes vem ao país sem conhecimento da língua, e tem dificuldade de aprender e se comunicar efetivamente devido a idade avançada.

Todas as terças e quartas-feiras de manhã, os membros do grupo de conversação se encontram para falar como foi o fim de semana, contar novidades ou dividir informações particulares e interessantes do país nativo de cada participante. Segundo a diretora do grupo, Janine Lotti, a iniciativa incentiva que os brasileiros se sintam mais confortáveis de conversar em outra língua que não seja a nativa, e os resultados em aprendizado são muito efetivos. " É uma oportunidade de praticar a língua inglesa em um lugar em que os participantes se sintam seguros, que eles se sintam confortáveis em errar na hora de falar, e que eles possam se expressar da maneira que quiserem " afirma Lotti.

A brasileira Luiza Miranda afirma que gosta tanto do programa que quando o prefeito de Somerville, Joe Curtatone, visitou a sua igreja em uma ocasião, ela não economizou elogios ao grupo e a Lotti. "Uma ótima professora, e um grupo muito bacana de senhoras, onde conversamos, fazemos amizades, e comemos uma boa comida também" afirmou ela ao portal Wicked Local.

Fonte: (da redação)