Publicado em 2/06/2014 as 12:00am

Casa Branca barra jovens indocumentados nas forças armadas

Casa Branca "barra" entrada de jovens indocumentados nas forças armadas

Um plano do Pentágono de permitir que um pequeno número de jovens que cresceram ilegalmente nos Estados Unidos se alistasse para o serviço militar foi barrado pela Casa Branca. Segundo informações obtidas, neste sábado, a explicação é que o presidente não quer criar um atrito com os republicanos.

A proposta do Pentágono iria iniciar, com algumas limitações, um caminho para a cidadania para os imigrantes chamados “Dreamers”. Em uma nota enviada para alguns senadores, o Secretário de Defesa, Chuck Hagel, disse que “havia tomado medidas para permitir o alistamento de jovens indocumentados”.

Mas a Casa Branca decidiu adiar este pedido e não vai se manifestar sobre medidas semelhantes até o mês de agosto. O próprio presidente Barack Obama relatou que não vai tomar nenhuma atitude em relação à imigração durante os próximos dois meses. Ele quer dar espaço para que os líderes republicanos na Câmara ajam em relação ao projeto de Reforma Imigratória.

Através da proposta apresentada pelo Pentágono, para se tornarem elegíveis ao alistamento, os jovens imigrantes teriam que estar no programa assinado por Obama em 2012, chamado de DACA, o abre caminho para a legalização de jovens que chegaram aos EUA quando crianças, trazidos pelos pais.

Mas o presidente Obama não quer tomar nenhuma atitude que irrite os republicanos durante este período em que eles podem manter aprovar o projeto de reforma imigratória.

 

Fonte: (da redação)