Publicado em 16/06/2014 as 12:00am

Mineiro é encontrado morto em Chelsea

Mineiro é encontrado morto em Chelsea

Luciano Sodré

O mineiro de Divino das Laranjeiras, Wagner Pereira, 28 anos, foi encontrado morto na sexta-feira (13) em seu apartamento na cidade de Chelsea (Massachusetts). Segundo as informações obtidas pela redação do jornal Brazilian Times, o irmão dele, que mora ao lado, foi chamá-lo para ir trabalhar e percebeu que ele não estava acordado.  Ao checar, viu que o brasileiro estava morto.

O irmão Fernando conversou com a redação do jornal Brazilian Times e, bastante emocionado, falou como encontrou o corpo. Ele explica que os dois trabalham na área de construção civil e Wagner tinha uma companhia de pintura. “Eu fui chamá-lo e ele não me respondeu, quando fui até o quarto dele fiquei apavorado quando percebi que ele não estava vivo”, conta.

Segundo Fernando, na quinta-feira (12) Wagner foi a Connecticut assistir ao jogo entre Brasil e Croácia com alguns amigos. Ele retornou na madrugada de sexta e foi dormir e pela manhã foi encontrado morto. “A causa da morte, segundo nos informou as autoridades, foi um infarto fulminante”, explica.

Wagner estava em processo de divórcio e tinha um filho de três anos de idade com sua ex-esposa, uma estadunidense. Fernando conta que há alguns meses estava sem ver o filho, pois a ex-mulher não permitia. “Meu irmão enfrentava um processo judicial para conseguir vê-lo, mas na última audiência o juiz pediu mais três meses para dar o parecer. Ele estava bastante abatido, pois amava muito a criança”, continua.

Wagner morava nos Estados Unidos havia nove anos e sempre trabalhou na área de construção civil. O irmão não sabe informar quando será o velório, pois está buscando uma data em uma casa funerária de Marlborough (MA). Ele acredita que possa acontecer na noite desta terça ou quarta. “Não temos a data certa ainda e saberemos somente na tarde desta segunda-feira”, explica.

Após o velório, o corpo será enviado ao Brasil e Fernando disse que todas as despesas já foram pagas. “Graças a Deus nós temos condições financeiras e contamos com o apoio de alguns amigos”, disse ressaltando que a única campanha que pretende realizar é para garantir o futuro do filho de Wagner, pois a mãe não tem estrutura para cuidar dele.

Fonte: (da redacao)