Publicado em 20/06/2014 as 12:00am

Brasileiros em MA continuam confiantes na seleção

A partida entre Brasil e México, válida pelo Grupo A da Copa do Mundo 2014, foi tensa no gramado e entre os torcedores. E nos Estados Unidos não poderia ser diferente. Em Massachusetts, a torcida ainda é mais forte, porque além de torcer pela sua seleção,

 

Da redação

A partida entre Brasil e México, válida pelo Grupo A da Copa do Mundo 2014, foi tensa no gramado e entre os torcedores. E nos Estados Unidos não poderia ser diferente. Em Massachusetts, a torcida ainda é mais forte, porque além de torcer pela sua seleção, os brasileiros fazem de tudo para se sentir mais perto do Brasil.

Estes torcedores optam por se reunir com a família e em casas de amigos, mas uma grande parte prefere assistir aos jogos em restaurantes brasileiros tipicamente decorados para aquecer o clima da Copa.

A presença da comunidade brasileira em Massachusetts é tão grande que até as autoridades se preparam para os dias de jogos envolvendo o Brasil. Os policiais realizaram um trabalho de orientação para educar as pessoas sobre o que pode ou não fazer durante as comemorações.

Já o diretor da Garra Security, José Roberto, optou por assistir à próxima partida do Brasil, contra a seleção de Camarões, na casa de amigos, em Nashua (New Hampshire), “saboreando um churrasco brasileiro”. Ele afirma que o clima de descontração e animação deixa os jogos mais divertidos e a vontade de torcer mais forte.

Apesar do Brasil ter sido bastante criticado por parte da imprensa e torcedores, Roberto acredita que a seleção tem todas as qualidades para chegar à final da Copa e conseguir o título. “Contra Camarões, os jogadores vão deslanchar e ficar prontos para as próximas fases”, fala ressaltando que para ganhar a confiança da torcida e melhorar em campo é preciso reformular parte do ataque brasileiro.

O mineiro Wallace Coelho, que mora em Malden (MA) e trabalha no ramo de carpintaria, acredita que o Brasil não apresentou, ainda, um futebol que o credencie para ir à final da Copa. Mesmo assim ele afirma que a seleção passará fácil pelo Camarões com um placar de 3 x 0. “Para que possamos confiar nesta seleção é preciso mudar o ataque, pois até agora não mostrou muito futebol”, disse.

Ele não vai assistir ao jogo contra o Camarões, pois vai trabalhar neste dia. Mesmo assim ficará na torcida para que a seleção brasileira faça o seu papel e mostre um bom futebol. “Somente assim ela entrará entre as minhas favoritas para disputar a final”, conclui.

Fonte: Brazilian Times