Publicado em 3/07/2014 as 12:00am

Após prisão por ameaça com arma, brasileiro volta ao MMA em agosto

Thiago Silva voltou aos treinos, mas tem que usar tornozeleira de monitoramento eletrônico

 

Preso em fevereiro após ameaçar a ex-esposa e o treinador de jiu-jitsu Pablo Popovitch com uma arma de fogo nos Estados Unidos, o meio-pesado Thiago Silva pagou fiança de US$ 25 mil (aproximadamente R$ 55 mil) e aguarda seu julgamento em liberdade, mas usa uma tornozeleira de monitoramento. Thiago, que voltou aos treinos assim que deixou a prisão, já tem data marcada para voltar ao MMA. No dia 29 de agosto, o brasileiro enfrenta o ex-Bellator Mike Hayes, na luta principal do evento Fight Time 20.

A informação foi divulgada pelo presidente do Fight Time, Howard Davis Jr., ao site norte-americano “MMA Fighting”. A noite de lutas que contará com Silva x Hayes como evento principal acontece no dia 29 de agosto, no War Memorial Auditorium, em Fort Lauderdale (EUA), coincidentemente a mesma cidade em que Thiago foi preso.

Relembre o caso da prisão de Thiago Silva

Na madrugada de 07 de fevereiro, Thiago Silva  foi preso pela polícia da Florida, na cidade de Ft Lauderdale, após invadir armado a academia de Pablo Popovitch, atual namorado de sua ex-esposa, Thaysa Kamiji,  e ameaçar as pessoas no local. Em seguida, o brasileiro se trancou em casa onde se entregou as autoridades após algumas horas de negociação. Uma equipe da SWAT chegou a ser solicitada para ajudar na prisão do lutador. Desde então o meio-pesado passou pela corte norte-americana algumas vezes e no mês de março conseguiu ser liberado mediante pagamento de fiança.

Fonte: Brazilian TImes