Publicado em 15/09/2014 as 12:00am

CCF reúne-se com ABI Inter para apresentar suas propostas

O Conselho de Cidadãos da Flórida busca estreitar as relações com a mídia local para dar maior visibilidade a seus projetos

Deerfield Beach (FL) – Em reunião realizada na última sexta-feira, 12, na sede da ABI Inter (Associação Brasileira de Imprensa Internacional), na cidade de Deerfield Beach (FL), o Conselho de Cidadãos da Flórida – órgão de aconselhamento ao Consulado-Geral do Brasil em Miami – deu mais um passo adiante no seu interesse em ter uma maior aproximação com a mídia brasileira no estado e a nível nacional para dar visibilidade às propostas que pretende realizar no último trimestre de 2014 e início de 2015.

Ao encontro, que durou duas horas, compareceram membros das diretorias de ambas entidades. Aberta pela presidente da ABI Inter, Laine Furtado, a reunião teve em seus primeiros 45 minutos uma ampla explanação feita pelo presidente do Conselho de Cidadãos da Flórida, Aloysio Vasconcellos, do papel do Conselho, dos seus objetivos, dos trabalhos realizados e propostas para o futuro próximo.

O Conselho de Cidadãos floridiano, criado em setembro de 2013 pelo consulado local, é o líder do Conselho Regional da América do Norte, que engloba os Conselhos de Atlanta, Boston, Chicago, Hartford, Los Angeles, Miami, São Francisco e Washington DC (nos EUA), além dos de Toronto e Vancouver (no Canadá). O CCF é formado por 15 importantes membros da comunidade brasileira da Flórida, desde líderes religiosos, empresários, advogados e artistas, até educadoras, profissionais de mídia e promotores culturais. Segundo seus diretores presentes à reunião com a associação que representa as mídias brasileiras nos EUA, a entidade criada pelo consulado está na fase final da preparação de seu estatuto e dando início a seu projeto mais importante para este ano, que é o mapeamento da comunidade brasileira da Flórida, pesquisa que objetiva conhecer a força econômica e política, as tendências de mídia, o consumo e as necessidades das principais colônias brasileiras do estado, como as comunidades dos condados de Miami-Dade, Broward, Palm Beach e Orlando.

A ABI Inter, através de seus diretores presentes, afirmou seu importante papel de representante das mídias brasileiras nos EUA e no exterior, mas fez saber à direção do CCF que cada veículo de comunicação associado não sofre interferências da Associação em sua escolha de pauta ou de sua linha jornalística, tendo autonomia para pesquisar, investigar e publicar o que lhe convém, dentro dos critérios de ética estabelecidos pelo estatuto da ABI Inter. Mas isto não impediria que press releases encaminhados pelo CCF à ABI Inter fossem repassados à mídia filiada, confirmaram diretores da Associação.

O Tesoureiro da ABI Inter, Eraldo Manes, publisher do jornal B&B, de Orlando, disponibilizou ao Conselho de Cidadãos seu banco de dados com mais de nove mil cadastrados que recebem mensalmente o periódico e que poderiam servir de fonte de pesquisa para responderem os questionários do mapeamento a ser feito pelo CCF.

Ao analisar o orçamento apresentado pelo Conselho para a estimativa de custos com o projeto “Mapeamento da Comunidade Brasileira da Flórida”, a diretoria da ABI Inter percebeu que não havia qualquer menção a gastos com publicidade em mídia. A Associação fez saber aos diretores do Conselho que a inclusão desse item no orçamento facilitaria o trânsito de informações de interesse do CCF nos jornais e revistas locais, uma vez que existe uma queixa generalizada entre os veículos de comunicação brasileiros na Flórida com relação aos gastos de milhões de reais que o governo brasileiro e seus órgãos no exterior aplicam em publicidade na grande mídia, sem dar a devida importância aos veículos de comunicação comunitários, que são os que realmente têm um maior poder de formação de opinião entre a comunidade imigrante brasileira.

Participaram da reunião a presidente da ABI Inter, Laine Furtado, o vice-presidente da entidade para as Américas, Antonio Carlos Martins, o secretário-geral, Gilvan de Sergipe, e o tesoureiro, Eraldo Manes Jr., via teleconferência, desde Orlando. O Conselho de Cidadãos da Flórida se fez representar por seu presidente, Aloysio Vasconcellos, pelo porta-voz da entidade junto ao CRBE (Conselho de Representantes Brasileiros no Exterior), pastor Silair Almeida, e pela diretora de comunicações, Sandra Freier.

Fonte: - Agência ANBT -