Publicado em 14/11/2014 as 12:00am

Pastor convida brasileiros parta "Jejum pela legalização"

Com o anúncio de que na próxima semana o presidente Barack Obama estará divulgando os 10 pontos de sua Ordem Executiva que vai beneficiar milhões de imigrantes, o Pastor evangélico José Roberto decidiu promover mais um "Jejum pela Legalização".

Com o anúncio de que na próxima semana o presidente Barack Obama estará divulgando os 10 pontos de sua Ordem Executiva que vai beneficiar milhões de imigrantes, o Pastor evangélico José Roberto decidiu promover mais um “Jejum pela Legalização”.

O evento vai acontecer nos dias 27, 28 e 29 de Novembro, e será realizado em vários estados norte-americanos. José Roberto explica que as pessoas podem participar, jejuando e orando entre às 12h00 e 16h00. “É muito simples. Basta jejuar, e estar sempre em oração neste período”, disse.

O pastor fala que se surpreendeu com a primeira campanha semelhante que fez, pois pessoas do mundo todo entraram em contato com ele informando que iriam participar. “Vamos orar pelo nosso presidente e pedir forças para que ele vença os adversários”, continua.

José Roberto disse que já sentiu na pele o medo da deportação e que foram as suas “orações que o livrou das mãos da imigração”. Ele foi preso no dia 22 de junho, ele foi ao escritório da Imigração para responder à uma suposta denúncia de que um de seus seguranças andava armado, e acabou preso em Boston (Massachusetts). A partir daí, ele iniciou uma briga na justiça, pois foi entregue para o Departamento de Imigração. “Mas eu sempre confiei que meu Deus não iria me desamparar”, fala.

Enquanto estava preso, o pastor Roberto iniciou um grupo de orações entre os brasileiros que também estavam na mesma situação. “Eu consegui falar da Palavra de Deus para todos e até para os policiais”, lembra.

Roberto explica que as pessoas não precisam ir a nenhum local para participar desta campanha. Elas podem estar no local de trabalho, em casa, nas ruas. “Basta jejuar e orar pedindo apoia pela Refirma. Queremos que isso aconteça no mesmo dia e horário”, conclui.

Fonte: Da Redação do Brazilian Times | Texto de Luciano Sodré