Publicado em 24/11/2014 as 12:00am

Capelães criam associação para ajudar brasileiros presos

Muitos de nossos compatriotas estão abandonados há anos e precisam que alguém faça algo por eles

Formado por capelães, a Associação de Familiares de Imigrantes Presos nos Estados Unidos (AFIP) foi criada para ajudar os Consulados e a comunidade brasileira no exterior. O Pastor e Capelão, José Roberto, explica que a ideia surgiu depois que participou de uma reunião com os Deputados Federais Marco Feliciano (PSC-SP) e Francisco Eurico (PSB-PE).

Roberto explica que percebeu a necessidade de ajudar os brasileiros que estão presos e a falta de apoio por parte das autoridades brasileiras. “Muitos de nossos compatriotas estão abandonados há anos e precisam que alguém faça algo por eles”, disse ressaltando que o objetivo da AFIP é trabalhar em parceria com os órgãos consulares.

Ele acrescenta que a associação vai trabalhar com visitações a presídios, hospitais, lares, asilos e em outros lugares que exija o apoio da AFIP. “Já temos uma experiência de 15 anos de visitas nesta área e agora seremos mais fortes, pois teremos um apoio maior”, continua.

Roberto fala que a AFIP contará, também, com um grupo de advogados que estarão aptos a orientar e ajudar em vários casos de brasileiros presos. “Haverá a disposição da entidade, um psicólogo, um tradutor e um juiz de paz”, continua.

A AFIP foi registrada pela Obts, na cidade de Revere (Massachusetts). A proprietária do escritório, Sue O´brien, elogiou a ideia da associação e ressaltou a importância de “dar mais atenção aos brasileiros presos”.

O Pastor Roberto citou uma matéria publicada na edição anterior do Brazilian Times, onde os despachantes afirmaram que existem presídios que não recebem uma visita consular há cerca de três anos. “Sabemos que para uma pessoa seja deportada, ela precisa de um documento consular, mas os representantes do órgão precisam ir ao local, caso contrário o detido permanece lá”, explica.

Para participar da associação, qualquer pessoa pode se filiar, principalmente os parentes de presos. Mas somente capelães poderão se candidatar aos cargos na diretoria.


DIRETORIA:

A Diretoria da AFIP será formada por um vice-presidente, um secretário, um tesoureiro, um presidente-adjunto, um Capelão responsável pelas visitas aos lares, um Capelão responsável das visitas aos hospitais, um Capelão responsável das visitas aos asilos, um Capelão responsável pelas visitas nos presídios.

Depois da diretoria formada, a associação vai solicitar uma reunião com os Consulados de Boston (MA) e Hartford (CT). Os interessados em fazer parte da diretoria, podem enviar seus nomes para o e-mail Radio.getsemani@hotmail.com ou mensagem de texto para o telefone (603) 820-6758. “Lembrando que só podem concorrer, os Capelães que tenham cursos. Se não tiver o curso, eu ministro e providencio o registro federal junto a Us Fatef Ministry Inc.”, disse.

A primeira reunião, que definirá a diretoria, acontecerá no Oliveiras Restaurante de Peabody, no dia 1º de dezembro. Roberto explica que será aberto ao público, principalmente os familiares de pessoas presas, doentes e quem precisa de uma visita. O início está previsto para as 19h30. “Assim que a diretoria estiver formada, vamos trabalhar no estatuto dela”, continua.

Fonte: Da Redação