Publicado em 5/12/2014 as 12:00am

Comunidade em NH recebe palestra sobre Imigração e Ação Executiva

Aconteceu na Terça-feira (02), na Igreja Assembleia de Deus Bethel, em Nashua (New Hampshire), uma palestra sobre imigração e a ação executiva anunciada pelo Presidente Barack Obama no dia 20 de novembro.

Aconteceu na Terça-feira (02), na Igreja Assembleia de Deus Bethel, em Nashua (New Hampshire), uma palestra sobre imigração e a ação executiva anunciada pelo Presidente Barack Obama no dia 20 de novembro.

Esta palestra foi organizada pelo Pastor Aloisio Costa e o ativista comunitário, Cosme Neles, e foi ministrada pelo advogado de imigração Danilo Brack, que explicou tudo sobre a ação. Ele também tirou dúvidas sobre as leis de imigração em geral.

Danilo Brack foi bem taxativo quando orientou os presentes a não se tornarem presas fáceis para os “predadores” que estão cobrando para adiantar os processos, “porque ainda há muitas coisas a serem esclarecidas pelo departamento de imigração”.

Ele também aconselhou as pessoas que se qualificam, que comecem a preparar os documentos e não deixar para a última hora. Isso porque a ação vai entrar em vigor somente em Abril de 2015.

Danilo distribuiu aos presentes uma lista dos documentos que serão necessários, a qual pode ser obtida através do site www.bracklaw.com (ao acessar clique no link “Blog” para baixar e imprimi-la).

Algumas pessoas ficaram despontadas porque haviam recebido informações erradas a respeito do assunto, mas saíram da palestra aliviados, pois Danilo esclareceu todas as dúvidas.

O Pr. Aloisio Costa encerrou o evento, agradecendo as presenças do público e do advogado Danilo Brack.


Pontos básicos da Ação Executiva:

Ter no mínimo cinco anos consecutivos nos Estados Unidos (salvo algumas situações, mas não que tenha ultrapassado 30 dias fora do país).

Ter filho que seja cidadão americano ou residente permanente.

Expandir o contingente de pessoas elegíveis para a Deferred Action for Childhood Arrivals (DACA), programa voltado para os jovens que chegaram ao país antes de completarem 16 anos e que estejam nos EUA desde 1º de janeiro de 2010, estendendo o período do DACA e autorizações de trabalho de dois para três anos.

Permitir que indivíduos, que estejam no país desde 1º de janeiro de 2010 e sejam pais de cidadãos americanos ou de residentes permanentes, requeiram a Deferred Action e autorizações de trabalho válidas por três anos, através do novo programa agora chamado Deferred Action for Parental Accountability (DAPA), sendo necessário que os mesmos passem por verificações de antecedentes.

Expandir o uso do perdão provisional para presenças ilegais que incluam cônjuges e filhos de residentes permanentes legais e filhos de cidadãos americanos

Fonte: Da Redação