Publicado em 8/12/2014 as 12:00am

Brasileira é acusada mentir para pegar dinheiro em rede social

"Vamos lembrar que tem uma criança inocente nesta história", lembra Talita.

Uma brasileira identificada por Elisângela dos Santos Tenório Pessoa está sendo acusada de forjar doenças para conseguir doações de pessoas através das redes sociais. O esquema teria sido descoberto depois que algumas pessoas utilizaram o grupo “Bazar Boston Novo” para contar a história e pedir doações.

No texto, a brasileira estaria enfrentando um câncer e o seu marido na prisão. Ela precisava de dinheiro para custear as despesas do tratamento da doença e contas pessoais, como aluguel, luz, entre outras. A questão é que assim que o caso chegou à mídia social, pessoas começaram a desmentir e acusá-la de estar agindo desta forma há muito tempo.

Na campanha, a brasileira usa uma carta que teria sido escrita pelo seu filho e “enviada ao Papai Noel”. O menino acredita que o pai mora na corte, pois muitas vezes vê a sua mãe ir ao local. Segundo ela, deve US$2,500 referentes ao pagamento do aluguel do imóvel onde mora e o proprietário já ameaçou levá-la à justiça.

A administradora do Bazar Boston Novo, Talita Teixeira, depois que recebeu várias mensagens desmentido a brasileira, procurou saber a verdade. “Ela não tem câncer e sim um nódulo nos seios. O seu marido realmente está preso”, afirma.

Em outra campanha, em um jornal na Florida, ela pede dinheiro emprestado, pois segundo a história, sua mãe estaria na UTI e muito doente, no Brasil. Até uma conta em nome dela foi aberta no site GofundMe. Mas a reportagem do Brazilian Times foi checar e a conta não estava mais em atividade.

Elisângela também publicou no mesmo jornal o anúncio da venda de uma loja e segundo ela, usaria o dinheiro para retornar ao Brasil. A brasileira disse estar muito doente e por isso estava vendendo o estabelecimento. Essa publicação é datada de novembro de 2012.

M.C, uma pessoa que tentou ajudar a brasileira, disse que ficou decepcionada quando descobriu que ela não tinha câncer e sim miomas. “Ela poderia ter me dito que passava por dificuldades”, explica em uma nota publicada no Facebook. “Mas esta foi a única mentira nesta história, pois o seu marido realmente está preso, o menino sofre com a falta do pai e quase não tem brinquedos”, continua.

Depois de tantas discussões sobre o assunto, e as pessoas deixando a história da brasileira de lado para se atacarem, a administradora do “Bazar Boston Novo”, Talita Teixeira, decidiu apagar os comentários relacionados a Elisângela, “que supostamente estava com câncer”.

Talita explica que o caso foi parar na Justiça e será investigado. “Gostaria de pedir a todos para evitar os comentários, pois ela está alegando que vem sofrendo bullying virtual e que isso pode acarretar em problemas para todos”, fala. “Muitas pessoas estão desavisadas e não sabem que ela não tem câncer, por isso peço para que as pessoas contem a verdade para os seus amigos, inbox. Vamos lembrar que tem uma criança inocente nesta história”, conclui.

A reportagem do Brazilian Times tentou conversar com Elisângela para saber o lado dela nesta história, mas não obteve êxito.

Fonte: Da Redação