Publicado em 2/02/2015 as 12:00am

Em coma, brasileiro está prestes a ser expulso de hospital

Lucas sofreu um trágico acidente de moto em abril do ano passado e passou por várias cirurgias para desinchar o cérebro. A cada novo tratamento, uma nova conta chegava para a sua família.

O brasileiro Lucas Oliveira, 22 anos, está em coma há 10 meses, internado no no Broward Health North, na cidade de Pompano Beach (Florida). Os familiares o visitam diariamente, mas na semana passada, a direção do local negou a entrada deles.

Lucas sofreu um trágico acidente de moto em abril do ano passado e passou por várias cirurgias para desinchar o cérebro. A cada novo tratamento, uma nova conta chegava para a sua família. Os familiares afirmam que o hospital tem sido duro em relação às cobranças, mas não esperavam que a direção chegaria ao ponto de barrá-los durante uma visita.

O brasileiro não conta com seguro de saúde e está vivendo ilegalmente no país. Ele chegou aos Estados Unidos, junto com a família, no ano de 2001, quando ainda tinha oito anos de idade. O fato de a visita ter sido proibida foi o ponto máximo de uma pressão financeira que eles estão sofrendo por parte do hospital. Agora, a família quer tirar o garoto de lá e colocá-lo em uma casa de recuperação, mas terá que arcar com pelo menos US$3 mil por mês, além das despesas de medicamento.

Diante disso, a irmã, Hemilly Oliveira, decidiu fazer uma campanha e pedir ajuda à comunidade brasileira. Ela, que estuda enfermagem no Palm Beach State College, abriu uma conta no site Go Fund Me para levantar um pouco de dinheiro e fazer a transferência.

Ela também já acionou um advogado solicitando a restauração do direito de visita da família ao rapaz.

Para ajudar Lucas acesse: www.gofundme.com/kt0cx8

Fonte: Da Redação