Publicado em 13/04/2015 as 12:00am

Mineiro perde luta contra o câncer e morre

O velório acontecerá nesta segunda-feira (13), na cidade de Chelsea

Na edição de segunda-feira (06), o jornal Brazilian Times publicou a história do mineiro Onofre José de Carvalho, que lutava contra um câncer no intestino e tinha poucos dias de vida. Na quarta-feira (08), ele faleceu em um hospital na cidade de Everett (Massachusetts), e a família pretende cumprir uma de suas últimas vontades, que era ser sepultado em Governador Valadares (Minas Gerais).

Mas o translado do corpo vai onerar uma despesa que os familiares não estavam esperando e por isso lançaram uma campanha para arrecadar US$5,00.00. Uma conta foi aberta no site Go Fund Me, especializado em promover campanhas solidárias. Até o momento foram arrecadados pouco mais de US$3,500.

Em conversa com a redação do jornal, Saíra dos Santos, filha do mineiro, explicou que ainda não conseguiu o valor total para custear as despesas, mas espera que a comunidade se uma e ajude nesta causa. “Meu pai sempre disse que queria ser sepultado no Brasil, além de ter um velório para os amigos e parentes que moram lá dar um último adeus”, disse.


O VELÓRIO

Nesta segunda-feira (13) vai acontecer um Culto de Despedida, na igreja Betesda, localizada no 158 Carter Street, em Chelsea (Massachusetts). Saíra disse que espera enviar o corpo ao Brasil na quarta-feira (15). “Queria convidar a todos os amigos para estarem presentes nesta cerimônia que dará adeus ao meu pai”, fala.

Como a família ainda não conseguiu o dinheiro para o translado do corpo, quem quiser ajudar pode ligar no telefone (617) 767-1902 e falar diretamente com Saíra.


A HISTORIA

Onofre José de Carvalho foi diagnosticado com câncer no intestino em 2014. Mais conhecido por Panchito, ele se mudou para este país em 2005, onde viveu por dois anos. Depois ele retornou para sua terra natal e morou por sete anos em Governador Valadares, onde trabalhou na área de transporte escolar e com carros de som, fazendo propagandas volantes para lojas e supermercados.

Ele conseguiu obter o Green Card ainda em sua primeira vez que morou no país. O mineiro demorou a retornar às “terras do Tio Sam” devido estar com problemas de saúde. “Mas em dezembro de 2013, meu irmão foi ao Brasil e conseguiu trazê-lo”, fala a filha Saíra dos Santos.

Ela relatou ao Brazilian Times que o pai, até ser internado, dividia a moradia entre os dois filhos. Primeiro morou com o filho William, em Fall River (MA), e depois ficou na casa de Saíra, na cidade de Everett (MA).

Bastante emocionada, ela disse que há cerca de um ano o pai começou a sentir fortes dores no estomago. Entre alguns exames e conversas com vários médicos, foi descoberto que o coração de Onofre não estava pulsando bem. Diante disso foi necessária a colocação de um marca-passo.

Algumas semanas depois, o mineiro começou vomitar bastante e depois de outros exames, somente em janeiro deste ano foi descoberto que ele tinha câncer intestinal, já em fase terminal. “Fui informada de que nada mais poderia ser feito e que devemos apenas esperar e mantê-lo em situação confortável com os medicamentos até chegar a sua hora”, se emociona.

Na sexta-feira (03), Saíra recebeu uma ligação dos médicos informando que Onofre tinha apenas alguns dias de vida.


Fonte: Da Redação