Publicado em 15/04/2015 as 12:00am

Incêndio mata esposa de brasileiro em Nashua (NH)

Na queda, carlos fraturou duas costelas e devido ter inalado muita fumaça, foi levado de helicóptero para o Mass General Hospital, em Boston (MA).

A colombiana Maria Barriga, conhecida como Sylvia Gallo (36), esposa de Carlos Consoni (41), o brasileiro conhecido por Gallo, morreu em decorrência de um incêndio na casa do casal. Além dele, várias pessoas ficaram feridas, incluindo os três filhos do casal (Alessandro de 15 anos, Carlos de 11 anos e Giovane de 4 anos). O caçula está internado em um hospital da cidade, pois sofreu uma batida leve na cabeça ao cair com o pai, que o segurou no colo e pulou pela janela do segundo andar.

Na queda, carlos fraturou duas costelas e devido ter inalado muita fumaça, foi levado de helicóptero para o Mass General Hospital, em Boston (MA). Dois bombeiros também se feriram gravemente devido às altas chamas, que destruíram a casa, e a enorme quantidade de fumaça. O incêndio aconteceu na French Hill, em Nashua (New Hampshire), na madrugada de segunda-feira (13).

Segundo as informações, os bombeiros foram acionados por volta das 3:45 a.m. depois de receber chamadas relatando um incêndio em um edifício com três apartamentos. As investigações preliminares afirmam que o fogo teve origem em uma varanda e rapidamente se espalhou por todo o interior do edifício.

O Chefe-Adjunto do Corpo de Bombeiros, Kevin Kerrigan, disse que uma das equipes tentou resgatar uma pessoa que estava presa no interior do edifício, que era Maria Barriga (esposa de Gallo). “Mas os bombeiros foram rechaçados pelo fogo e o grande volume de fumaça, que impossibilitou o salvamento. Infelizmente ela morreu no incêndio”, disse.

Os bombeiros fizeram de tudo para conter as fortes chamas e manter as buscas por pessoas no interior do prédio, segundo o Vice-chefe dos bombeiros, de Brian Rhodes. "Infelizmente, devido à intensidade do fogo, ficou insustentável para os nossos homens ficaram lá dentro por mais tempo, por isso tiveram que sair”, afirmou.

Devido a grande proporção do incêndio, várias unidades de corpo de bombeiros foram acionadas, entre elas equipes de Merrimack, Hudson, Hollis, Manchester, Londonderry e Tyngsborough. O teto do segundo andar desabou sobre dois bombeiros, que tiveram ferimentos nas costas e nas pernas, os dois foram levados para hospitais locais.

Moradores que viviam no primeiro andar disseram que acordaram com o som de uma criança correndo da casa e gritando por socorro. O edifício tinha três andares, incluindo um apartamento de estilo townhouse, onde vivia a família do brasileiro.

Os bombeiros não informaram se os apartamentos tinham detectores de fumaça ou se os equipamentos estavam funcionando. “Isso ajuda muito no princípio de incêndio e pode salvar vidas, além de agilizar o trabalho no combate ao fogo”, disse Brian.

A família do brasileiro, além de ter perdido a matriarca, teve prejuízos materiais, pois perderam tudo no incêndio. Uma casal de amigos da família, Edson e Jana Demetrios, estão ajudando, inclusive abrigando os dois filhos e o cunhado em sua residência.

Outro amigo, Issack dos Santos, está acompanhando o filho mais novo do casal, Geovani, que continua internado. A produtora de eventos, Márcia Pretto, é amiga da família, pois Carlos é conterrâneo do sul do país. Ele nasceu em Cocal do Sul (Santa Catarina). Ela esteve ao lado dele, no Mass General, por várias horas. “Algumas pessoas enviaram mensagens para ele para saber como foi o incêndio e como ele estava, mas devido a sua agitação, os médicos aconselharam a desligar o celular”, disse.

Márcia iniciou uma campanha através do Facebook para quem quiser fazer doações, pois a família está precisando de roupas, utensílios de cozinha e muito mais coisas. “Eles perderam tudo e quem quiser pode me procurar para saber como ajudar”, disse. Os interessados podem acessar o Facebook e procurar por “Márcia Pretto”.

Segundo ela, o patrão de Carlos vai criar um fundraiser, que em breve será divulgado para que a comunidade possa ajudar.

Fonte: Da Redação