Publicado em 15/06/2015 as 12:00am

Acusado de tentar sequestrar criança se desculpa com a comunidade

Corbelli está internado no Bridgewater State Hospital e durante uma entrevista exclusiva, ele se mostrou bastante arrependido do que fez e várias vezes pediu perdão à comunidade.

A equipe de reportagem do jornal Brazilian Times visitou, neste domingo (14), o mineiro que foi preso acusado de invadir uma creche e tentar sequestrar uma criança. Natural de Alpercata, Sandro Corbelli foi preso no dia 12 de maio, na cidade de Somerville (Massachusetts). Além de invasão e sequestro, ele também foi acusado de resistência à prisão e lutar contra policiais.

Corbelli está internado no Bridgewater State Hospital e durante uma entrevista exclusiva, ele se mostrou bastante arrependido do que fez e várias vezes pediu perdão à comunidade. "Eu queria me desculpar com a baby-sitter e quero que todos saibam que eu estava desorientado naquele momento”, disse.

O mineiro ressaltou que não se lembra de muita coisa que aconteceu no dia de sua prisão, mas afirmou que jamais teve a intenção de machucar alguém. “Eu não sei o que eu fiz e não sei porque eu fiz”, continua.

Corbelli disse a única coisa que se lembra é que quando chegou aos Estados Unidos sentiu muita saudade de sua família no Brasil. “Eu sou uma pessoa do bem, jamais fiz mal para uma pessoa e estou muito triste e arrependido. Peço desculpas a todos, inclusive à baby-sitter e a comunidade brasileira pelo erro cometido”, salienta.

Quando o brasileiro recebeu a reportagem do BT, ele usava uma calça uma blusa na cor marrom e com um número no uniforme. Ele também tinha acabado de cortar o seu cabelo. Corbelli aparentava estar bem e conversava normalmente. “Estou sendo tratado muito bem neste hospital psiquiátrico e tomo remédios todos os dias”, afirma.

Ele disse, também, que representantes do consulado o visitaram uma vez, no começo de junho, mas nunca mais voltaram. Emocionado, ele ressalta que apenas um amigo o visita regularmente. “Ele é de Alpercata e é uma das pessoas que me deixa pra cima e levanta o meu espírito”, fala.

Corbelli disse que está passando por um momento muito difícil, pois fala pouco o idioma inglês e onde ele está internado não há funcionários que falam português. “Às vezes enviam um intérprete para me ajudar”, disse ressaltando que foi um tradutor que o avisou que sua audiência aconteceria na quarta-feira (17).


AUDIÊNCIA

A próxima audiência (Corte) do brasileiro acontecerá nesta quarta-feira (17) e segundo ele, ela poderá decidir o seu futuro. Corbelli passou por avaliações no hospital em que está internado durante um mês e esta quarta servirá para decidir se ele agiu em sã consciência ou não no dia em que invadiu a residência em Somerville.

O mineiro afirma que se for liberado pela justiça, a única coisa que quer é ir embora para o Brasil e ficar perto de sua família. “É isso que eu mais espero”, fala ressaltando que o que aconteceu com ele o fez “valorizar mais a vida”.


SAUDADE DOS FILHOS

Neste tempo que está internado, Corbelli disse a sua maior dor é a saudade dos dois filhos e a esposa que estão no Brasil. “Não vejo a hora de vê-los”, fala. “Quero apenas voltar para o meu lar e continuar minha vida”, continua.

Fonte: Da Redação do Brazilian Times