Publicado em 24/06/2015 as 12:00am

Acusado de sequestro, brasileiro tem julgamento adiado novamente

Adiamento servirá para a defesa conseguir deportar Sandro Corbelli para o Brasil e evitar pena nos EUA

Da Redação

     Depois de um adiamento, a audiência que trataria do caso do brasileiro Sandro Corbelli, foi adiada mais uma vez. A primeira Corte seria realizada na semana passada, mas foi remarcada para esta segunda-feira (23). E novamente foi prorrogada e desta vez vai acontecer no dia 1º de julho.  O adiamento foi um pedido da advogada do brasileiro, que solicitou um novo prazo.

     Segundo informações obtidas pela reportagem do Brazilian Times, este adiamento vai servir como um prazo para a defesa conseguir a deportação de Sandro para o Brasil e evitar que ele cumpra pena em uma cadeia nos Estados Unidos. A advogada informou que a Promotoria está pedindo pelo menos seis meses em uma penitenciária seguido por deportação.

     Sandro já cumpriu os 30 dias no hospital, que é o máximo para a sua avaliação. Assim após este prazo, o brasileiro foi transferido para a cadeia de Billerica, onde permanecerá até o dia 1º de julho. A advogada afirma que ainda não sabe qual será o veredito, mas vai se empenhar por uma deportação apenas. “Pode ser que ele pegue os seis meses exigidos pela Promotoria ou talvez menos tempo ou mais. Ainda não sabemos ao certo”, disse. “Espero que o juiz acate o meu pedido”, fala ressaltando que para isso serão avaliados vários pontos, inclusive o laudo médico.

     Outro motivo para basear o seu pedido de adiamento da audiência é que a advogada alegou que precisava estudar mais o caso de Sandro. Ela quer ligar para o Brasil e conversar com a família dele, esposa e amigos, além do amigo que sempre o visitou enquanto esteve no Hospital Psiquiátrico. “Preciso reunir depoimentos e formar um argumento plausível para provar ao magistrado que a deportação deve ser a única punição”, explica.

     O jornal Brazilian Times vai estar na audiência, que acontecerá na Corte de Somerville e vai acompanhar o desfecho desta história, bem como o futuro do brasileiro.

     Entenda o caso

     Sandro foi preso na manhã do dia 12 de maio, acusado de tentar raptar uma criança de uma creche em Somerville (Massachusetts). O caso ocorreu pouco depois das 9:00 am, no número 17 da Dartmouth Street. No relatório consta que o acusado chutou a porta do estabelecimento até quebrá-la e depois tentou levar uma criança com ele, alegando que era sua.

     Quando os policiais chegaram ao local, a porta estava trancada e ninguém respondia, mas podiam ouvir os gritos no interior do prédio.

     Um policial forçou a entrada e viu o homem, que foi identificado por Sandro Corbelli. Ele estava segurando uma criança de um ano de idade. Um oficial ordenou que ele largasse a criança, mas o brasileiro se recusou e a segurou mais forte “com um abraço de urso”. Segundo o relatório policial, a criança estava visivelmente abalada e com medo.

     Depois de certo período de relutância, os agentes conseguiram retirar a criança do colo de Corbelli e o deitaram ao chão. Um funcionário do local pegou a criança e a levou para outro cômodo, com as demais crianças. Enquanto isso, um policial continuou a lutar com o brasileiro, que a certa altura tentou pegar a arma do oficial.

     O brasileiro lutou contra seis policiais até que foi dominado e depois levado para o hospital local para avaliação.

Fonte: Brazilian Times

Top News