Publicado em 26/06/2015 as 12:00am

Brasileiro é acusado de dirigir embriagado e fugir de acidente em Framingham (MA)

O Departamento de Polícia de Framingham (Massachusetts) atendeu a um chamado com a informação de que um veículo Honda teria atingido uma motocicleta estacionada, no sábado (20). Os policiais chegaram ao local e encontraram o proprietário da moto irritado

Da Redação

     O Departamento de Polícia de Framingham (Massachusetts) atendeu a um chamado com a informação de que um veículo Honda teria atingido uma motocicleta estacionada, no sábado (20). Os policiais chegaram ao local e encontraram o proprietário da moto irritado com a situação.

     A moto estava prensada entre o veículo e uma árvore, mas o motorista do carro não estava no local. Através da placa, os policiais encontraram o endereço do proprietário e foram até lá. Ao chegar, encontraram com o brasileiro Jaime Lima, 46 anos, que ficou enfurecido quando os oficiais falaram que ele bateu em uma moto.

     Segundo as autoridades, o proprietário da motocicleta chamou a polícia por volta das 9:00 p.m., quando viu sua Kawasaki presa entre o carro e a árvore. Ao chegar ao apartamento, o brasileiro assumiu que estava dirigindo o seu veículo, mas negou ter batido em uma moto.

     No boletim de ocorrência consta que ele cheirava a álcool e continuou “inflexível”, afirmando que não tinha sido o responsável pelo acidente. Os policiais pediram para que Lima saísse do apartamento para ver como estava o seu veículo e a motocicleta.

     Ao ver a situação, o brasileiro ficou irritado e preferiu palavrões. “Esta é a .....” teria dito ele segundo os policiais. “Estou cansado desta ...” continuou. Ele jurou repetidamente aos oficiais que não era o responsável e resistiu à prisão quando os oficiais tentaram prendê-lo.

     Ele foi acusado de dirigir sob a influência de bebidas alcoólicas, deixar a cena de um acidente, condução perigosa, resistência à prisão e conduta desordeira.

     Lima se declarou inocente durante uma audiência no Tribunal Distrital de Framingham, na segunda-feira (22). A promotoria não pediu fiança e Juiz Douglas Stoddart o colocou em liberdade.

     O brasileiro deverá voltar ao tribunal no dia 7 de agosto para uma conferência de pré-julgamento.

Fonte: Brazilian Times

Top News