Publicado em 26/06/2015 as 12:00am

Brasileiros desconfiam que menino encontrado em Linden (NJ) é João Rafael

Depois que polícia divulgou imagem na internet, centenas de internautas comentaram a semelhança com João Rafael

Luciano Sodré

     O Brazilian Times já publicou o drama vivido pela família Kovalski, que mora numa região rural no Estado do Paraná. Em 2013, o pequeno João Rafael Kovalski (na época com dois anos de idade) desapareceu depois de brincar com o seu avô, do lado de fora da casa. Desde então, familiares e amigos iniciaram uma enorme campanha para encontrar o garoto.

     Algumas pessoas próximas à família testemunharam que ele teria sido sequestrado e enviado para os Estados Unidos, onde foi entregue para a irmã de um empresário que já mora no país. Até então tudo não passou de especulações e testemunhos desencontrados. Mas no último dia 20, o ânimo de encontrar Rafael aumentou.

     O Departamento de Polícia da cidade de Linden (New Jersey) divulgou a foto de um menino de quatro anos, encontrado vagando sozinho em uma rua da cidade. O propósito era encontrar os pais desta criança, como assim aconteceu. Mas do outro lado, amigos da família de Rafael que viram a publicação acharam que o menino é muito parecido com o que foi seqüestrado no Brasil.

     Apesar de a assessoria da polícia ter publicado uma nota posterior informando que a família do menino foi encontrada, centenas de pessoas enviaram mensagens na página na internet afirmando que se tratava de Rafael. Em um dos comentários, o internauta disse que era preciso um DNA, pois tinha quase 90% de certeza de que era o garoto sequestrado.

     Para muitos, existem muitas coincidências entre os dois garotos, pois além da fisionomia, ambos têm a mesma idade. O menino cuja foto foi publicada pela polícia tem quatro anos e, se estiver vivo, Rafael teria quatro anos também.

     A reportagem do Brazilian Times entrou em contato com Vilma Silva Forte, uma das pessoas envolvidas na campanha, para saber o posicionamento da família. Segundo ela, a mãe Lorena Cristina Conceição dos Santos foi orientada para conversar com o seu advogado, Elias e o delegado da Polícia Federal, Renato. “O objetivo é ver a possibilidade de ir até os Estados Unidos e acompanhar de perto este caso, com as despesas pagas pelo Estado do Paraná”, disse.

     A mãe de Rafael mora em Adrianópolis, onde o sinal de internet é muito fraco, segundo Vilma. “Por isso é difícil contato com ela”, justifica. “Não sei se ela viu a foto, mas tenho certeza de que já sabe da história, pois eu mesma a orientei”, continua.

     Alguns internautas pedem que a polícia investigue melhor a proveniência do garoto, “pois ele é muito semelhante aos irmãos de Rafael”.

  

     RESPOSTA DA POLÍCIA

     Em contato com o Departamento de Polícia, a assessoria não respondeu às perguntas feitas pela reportagem. Apenas enviou uma nota que já havia divulgado nas redes sociais onde dizia que não acredita que o menino de Linden seja o garoto desaparecido no Brasil:

     “Desde que a Polícia de Linden divulgou a imagem de um menino de quatro anos encontrado vagando pela S. Wood Avenue, no dia 20 de junho, o Departamento Juvenil foi inundado com mensagens de pessoas do Brasil sobre ele ser a mesma criança que foi sequestrada em 2013. O detetive Steven Zevlikaris e o Tenente Keith Aslin entraram em contato com a Interpol e se inteiraram do caso. Eles afirmam que não acreditam que os dois meninos sejam a mesma pessoa. Eles viram a certidão de nascimento do menino de Linden e verificaram que nasceu em um hospital de New Jersey”.

     Mesmo assim, a nota afirma que os detetives continuarão investigando eventuais ligações que cheguem ao conhecimento deles sobre o caso. O telefone de contato é (908) 474-8520 ou o e-mail azevlikaris@lpdnj.org para quem souber algo sobre a história.

     AJUDA

     A família luta e tem esperanças de encontrar o pequeno Rafael. Quem souber alguma pista que leve ao seu paradeiro é só entrar em contato através dos telefones (41) 9616-1313 ou (41) 3224-6822.

Fonte: Brazilian Times

Top News