Publicado em 1/07/2015 as 12:00am

Sann Rodrigues é preso novamente

A pedido da justiça brasileira, principal representante da Telexfree foi detido em Boston

Da Redação

     O brasileiro Sanderley Rodrigues, 43 anos, mais conhecido como Sann, foi preso mais uma vez pela Justiça dos Estados Unidos. Desta vez a prisão aconteceu em Boston (Massachusetts), na última segunda-feira (29), a pedido das autoridades brasileiras. Ele é investigado em um esquema de pirâmide que fraudou milhões de dólares de pessoas em todo o mundo, a Telexfree.

     Segundo a porta-voz da promotoria, Elizabeth McCarthy, ele teria uma audiência, mas a pedido da Justiça brasileira, o juiz decidiu mantê-lo preso. O Chefe da Polícia Federal do Espírito Santo, Guilherme Helmer, investiga o papel de Rodrigues no caso da Telexfree. Ele confirmou o mandado de detenção.

     Helmer explica que a Justiça Federal do Espírito Santo, que investiga o envolvimento de Rodrigues no esquema da Telexfree, ordenou sua prisão quando ele deixou violou uma determinação que o proibia deixar o Brasil em fevereiro. “Na época ele estava em São Paulo para promover uma nova pirâmide, a iFreex”, disse.

     Rodrigues foi preso pela primeira vez no dia 16 de maio, em um aeroporto de Newark (NJ), quando desembarcava de uma viagem que fizera à Israel. Na época, ele permaneceu sob custódia das autoridades judiciais. Na sexta-feira (26), ele compareceu a uma audiência em Boston (MA) e conseguiu pagar US$ 200 mil de fiança e foi liberado pela juíza Marianne Bowler.

     Durante a audiência, Rodrigues foi obrigado a entregar seu passaporte e passar por um tratamento psiquiátrico. A juíza também determinou que ele deveria apenas viajar entre os estados de Massachusetts e Flórida, onde tem residência. Mas, na segunda-feira (29), foi preso novamente, através de um pedido da Justiça brasileira.

     Segundo informações de alguns veículos de comunicação, Rodrigues não tinha o valor da fiança, o qual foi emprestado por um amigo. A esposa do brasileiro, Camila Quinamos, foi quem fez o depósito do dinheiro, que até agora não se sabe a origem. Ele afirmou que é o único em sua família que trabalha e tem fontes de renda.

     Nos Estados Unidos, Rodrigues é acusado de mentir para obter o Green Card e no Brasil ele é investigado por envolvimento no esquema da Telexfree. Isso porque ele foi um dos maiores promotores da empresa, obtendo milhões de dólares. Comprou uma Ferrari, uma Lamborghini e uma Mercedes, além de ostentar uma vida de milionário em vídeos publicados na Internet.

Fonte: Brazilian Times