Publicado em 13/07/2015 as 12:00am

Alterações no contrato cancelam Feirão Brasileiro USA

Organizadores estão devolvendo dinheiro dos expositores e pretendem marcar nova data para o evento

Fabiano Ferreira

O Feirão Brasileiro USA 2015, marcado para os próximos dias 18 e 19, no Hotel Holiday Inn, em Boxborough (MA), foi cancelado por divergências no contrato entre os organizadores e a direção do hotel. A equipe organizadora divulgou um comunicado pelas redes sociais no final de semana avisando sobre o cancelamento.

Diz o documento: “Infelizmente, cumpre-nos comunicar que devido a restrições contratuais fomos obrigados a adiar a data de realização do Feirão Brasileiro USA 2015. Estamos envidando os nossos melhores esforços no sentido de reagendar este evento para o mais breve possível. Aproveitamos para agradecer cordialmente a todos os nossos parceiros, expositores e público em geral pela confiança depositada na Equipe de Organização do Feirão Brasileiro USA 2015. A receptividade de todos encoraja-nos a reforçar nosso empenho e nossa dedicação como forma justa de retribuição. Retornaremos em breve com novas informações”.

Segundo João Arruda, presidente da CDLE (Câmara dos Dirigentes Lojistas e Empreendedores) e um dos organizadores do evento, estava tudo acertado, mas na última sexta-feira o hotel não concordou com a participação de empresas que vendessem lanches e outros itens de comida no local. “Haveria barracas com crepes, hot dogs e outros tipos de comidas típicas, mas o hotel não aceitou”, disse.

A equipe de organização esteve no hotel na última sexta-feira para fazer o reconhecimento do espaço e planejar a distribuição dos participantes do evento e logo depois recebeu um email do hotel com a discordância de alguns pontos. Foi quando chegaram à conclusão que deveriam cancelar o evento.

Agora, os organizadores pretendem locar outro espaço e disponibilizar nova data para o feirão. Os expositores que já haviam pago pela participação estão recebendo o dinheiro de volta e durante esta semana este será o trabalho dos organizadores, entrando em contato com todos.

Segundo João Arruda, ainda não há uma previsão da realização do evento e agora os organizadores vão sentar com o advogado para avaliar a quebra do contrato.

Fonte: Brazilian Times