Publicado em 28/07/2015 as 12:00am

Vitória Meat Market vai abrir segunda loja em Peabody (MA)

Sócios brasileiros Roberto da Silveira e Erison Rocha já têm unidade em Everett e abrem mais um dia 1º se setembro

Além de Everett (MA), o Vitória Meat Market agora vai ter uma segunda loja, que começa a funcionar dia 1º de setembro em Peabody (MA). O supermercado e açougue brasileiro completaram um ano de funcionamento em junho e seus proprietários, os sócios Roberto Santana da Silveira (conhecido como Baiano) e o mineiro Erison Rocha resolveram expandir os negócios comprando o estabelecimento em Peadoby.

O novo mercado funcionará no número 150 Main St e terá os mesmos produtos que o de Everett: alimentos em geral, padaria e cortes de carne do jeito que a comunidade brasileira gosta. Segundo Baiano, entre 70% e 80% da clientela é formada por brasileiros. Os demais são hispânicos, haitianos e alguns americanos.

O Vitória Meat Market de Peabody também oferecerá remessas de dinheiro, uma facilidade a mais para seus clientes que podem aproveitar o momento das compras e já fazer as transações financeiras. “Em breve também pretendemos começar a fazer o recebimento de contas”, diz Baiano.

Antes de abrir o próprio negócio, Roberto Santana da Silveira trabalhou em outros estabelecimentos do mesmo gênero em cidades da Grande Boston, mas sua experiência com o comércio vem de família. Desde criança ele trabalha no comércio com seus pais, na cidade de Coroa Vermelha (Bahia).

Um dos diferenciais para seu negócio ter dado certo e crescido nos EUA, segundo ele, é o bom atendimento, dedicação e preços competitivos. “Em Peabody também teremos vagas de estacionamento, assim como em Everett, o que facilita bastante para nossos clientes”, disse.

Atualmente, 4 pessoas trabalham no Vitória Meat Market e outras quatro vão ser contratadas para atender em Peabody.

Para manter os produtos sempre frescos, eles trabalham com diferentes companhias de distribuição, que reforçam os estoques semanalmente para sempre oferecer variedade aos clientes.

Fonte: Brazilian Times