Publicado em 5/08/2015 as 12:00am

Brasileiro é preso por atuar como dentista sem licença na Florida

A descoberta aconteceu quando os policiais entraram em uma casa em busca de uma pessoa acusada de tráfico humano

Da redação

Alguns agentes federais do Departamento de Segurança Interna (DHS, sigla em inglês) estavam atrás de Solange Nassimbeni, suspeita de envolvimento em tráfico humano. Mas acabaram descobrindo muito mais quando chegaram ao endereço dela. O brasileiro Bráulio Garcia Tanuma, 32 anos também foi preso e segundo as informações do escritório do Condado St. Lucie ele também estava agindo como dentista sem licença para trabalhar.

A descoberta aconteceu na quarta-feira, dia 29 de Julho, quando os agentes efetuaram a prisão, a cidade de Fort Pierce (Florida). Os agentes foram até a casa de Garcia para prendê-lo por tráfico humano, mas acabaram encontrando no local, diversos materiais odontológicos.

Quando eles chegaram ao local com posse de um mandato por tráfico de imigrantes, uma pessoa identificada por Marta Ferreira abriu a porta e permitiu que os investigadores entrassem. Os agentes realizaram uma busca por todos os cômodos do local e acabaram encontrando os equipamentos, além de prótese dentária. “O local parecia servir como um consultório dentário clandestino”, relatou os documentos oficiais.

O brasileiro estava na casa e foi interrogado pelos agentes. Ele admitiu praticar odontologia e que não tinha licença para atuar nos Estados Unidos. Garcia afirmou que no Brasil é um dentista e que tinha pacientes agendados para os próximos dias. “Ele tinha em seu poder no ato da prisão a quantia de US$4,515 em espécie”, continua o relatório.

De posse dos documentos e do testemunho, o brasileiro foi levado para a penitenciária do Condado de St. Lucie. No dia seguinte a sua prisão, ele foi solto mediante o pagamento de uma fiança estipulada no valor de US$4,500.00.

Segundo as autoridades, o brasileiro também estava na lista de procurados por envolvimento no tráfico de imigrantes. Isso foi descoberto somente após o consultório ilegal ser desmantelado.

PRODUTOS ENCONTRADOS

Entre o material encontrado pelos investigadores, estavam uma cadeira de dentista, máquina de raios X, remédios, agulhas, seringas, compressor de ar, o analgésico Lidocaína, além de contas e arquivos de pacientes.  Todo o material foi confiscado e o dinheiro levado para a Penitenciária.

TRÁFICO HUMANO

Os investigadores não detalharam como funcionava o esquema de tráfico de pessoas ao qual o brasileiro supostamente faria parte. Mas nas redes sociais, algumas pessoas, em caráter de anonimato afirmam que ele é responsável pela vinda de dezenas de brasileiros, os quais foram distribuídos para a Flórida, New Jersey e Massachusetts.

Fonte: Brazilian Times