Publicado em 12/08/2015 as 12:00am

Brasileira é solta na segunda após pagar fiança

Uma campanha arrecadou US$26,978.71, mas a fiança foi reduzida para US$5 mil. Segundo Lídia Souza, presidente da organização responsável, o restante vai ser usado para custos advocatícios

Da redação

A carioca Bruna Gomes, 33 anos, foi colocada em liberdade nesta segunda-feira, dia 10, após pagar a fiança. Ela havia sido presa na quinta-feira, dia 06, após invadir a residência do ex-namorado, jogar spray de pimenta no rosto de uma pessoa, pegar os dois filhos e fugir para a região de Cape Cod. O dinheiro foi levantado através de uma campanha promovida para NECC que contou com a ajuda de familiares, amigos e pessoas que se sensibilizaram com a história da brasileira.

Segundo informações, ela foi solta por volta das 2:00 p.m. Após o pagamento da fiança, antes de ir para sua casa, ela foi ao Probation Officer, responsável em determinar as regras e condições que ela deve durante a sua liberdade no decorrer do processo.

Na sexta-feira, dia 07, ela compareceu a uma audiência de pré-julgamento, onde estavam a sua mãe e alguns ativistas favoráveis a ela. Bastante abatida e com os olhos avermelhados, possivelmente de tanto chorar, ela escutou a acusação.

O valor inicial da fiança era de US$25 mil, o qual foi obtido através da campanha, mas o empenho da advogada de defesa conseguiu reduzir para US$5 mil. Segundo Lídia Souza, presidente da NECC, o restante do dinheiro será depositado em uma conta poupança e servirá para custear as despesas advocatícias e outros.

Em um comunicado, a NECC informou que “de acordo com as regras internas da entidade, as doações arrecadadas através dos websites Go Fund Me e Give Foward, em prol de Bruna Gomes serão exclusivamente destinadas as custas judiciais, incluindo os honorários dos advogados. O NECC providenciou uma conta especifica para este fim. Dessa forma será responsável somente enquanto houver fundos referentes a doação de $26.978,71. Para mais informações entre em contato por e-mail:
info@newenglandcommunitycenter.org”.

Na manhã desta terça-feira, dia 11, Bruna compareceu à corte, novamente, ao Tribunal para reaver a guarda do seu filho de oito meses que foi entregue ao Department of Children and Families. Dia 02 de setembro, ela retorna a corte para uma audiência de pré-julgamento.

Fonte: Brazilian Times