Publicado em 21/08/2015 as 12:00am

Mineiro condenado por assassinato no Brasil é deportado

Evandro morava em Everett (Massachusetts) e foi preso na cidade de Malden por agentes do ICE

Da redação

A Polícia Federal de Minas Gerais prendeu, na manhã desta quarta-feira (19), o homem acusado de participar do assassinato da prefeita Maria Aparecida Vieira, de Nacip Raydan, no Vale do Rio Doce, em abril de 2000. Evandro Sérgio Paes França, de 57 anos, era procurado pela Interpol e foi detido em maio deste ano por agentes do Departamento de Imigração e do Departamento de Operações de Cumprimento das Leis e Remoções (ERO).

França conseguiu fugir para os Estados Unidos da América como imigrante ilegal e foi encontrado na cidade de Everett (Massachusetts). Ele estava foragido da Justiça mineira desde 2001 e foi condenado a 18 anos de prisão por incitar e ajudar no assassinato. A prefeita foi executada na praça da cidade com três tiros, quando caminhava até a sede do governo municipal. O acusado era vereador da cidade e se envolveu em uma trama para que outro grupo político assumisse a prefeitura.

Ele havia sido preso em Malden (Massachusetts), no da 11 de maio, por oficiais da Immigration and Customs Enforcement (ICE) e o Enforcement and Removal Operations (ERO). As autoridades brasileiras estavam apenas aguardando a deportação do acusado para prendê-lo.

De acordo com a PF, ele desembarcou na manhã desta quarta (19), no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte e foi levado para a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem.

Entenda o crime
O crime aconteceu no dia 5 de abril de 2000. A prefeita Maria Aparecida Vieira foi morta com três tiros, na praça da cidade, quando caminhava até a sede do governo municipal. O pistoleiro Elizeu Gonçalves de Almeida, condenado a 17 anos, aceitou cometer o crime em troca de um cargo público. 

Fonte: Brazilian Times