Publicado em 30/10/2015 as 12:00am

Brasileiro pode pegar prisão perpétua por "tráfico de drogas"

A sentença será divulgada em dezembro e mais três brasileiros também serão condenados pelo crime

Da redação

Uma mulher que mora na Flórida foi considerada culpada, no dia 19 de outubro, por conspiração para importar remédios controlados, posse com intenção de distribuir, distribuição de substâncias controladas e manipulação de testemunhas. Este caso foi investigado pelo U.S. Immigration and Customs Enforcement’s (ICE), e o escritório do Homeland Security Investigations (HSI) em Cocoa Beach e o escritório do xerife do Condado de Brevard, na Flórida.

A mulher em questão é a brasileira Camila Correa, 25 anos, que mora em Windermere, e é a quinta pessoa considerada culpada por tráfico de drogas e encargos sociais relativo à importação e distribuição de Methlone e Ethylone, da China para Middle District da Florida. Ela pode pegar até 60 anos de cadeia se for condenada em uma prisão federal.

Estes processos são parte de uma investigação internacional intitulado “Project Synergy”, encabeçado pelo Departamento de Justiça, Divisão de Operações Especiais. De acordo com os documentos e provas apresentadas neste caso, desde janeiro de 2014 até 18 de Março de 2015, além de Camila, foram presos Thiago Correia, Travis Simmons, Eduardo da Silva e Mirielson Macedo Pereira. Eles Importaram e distribuíram 25 quilos de substâncias controladas, nas cidades de Orlando, Melbourne, Titusviville, Windermere e Orange.

“Esta conspiração mostrou que uma grande quantidade do produto sintético pode entrar em nossas comunidades”, disse Susan L. McCormick, agente especial do HSI em Tampa. “Os agentes do HSI e nossos parceiros na aplicação da lei, tal como o xerife do Condado de Brevard, continuarão unidos para combater o tráfico de substâncias perigosas e que oferecem risco de morte aos seus usuários”, continuou.

Thiago Correa era líder e o organizador do esquema, e segundo os documentos, ele fez o pedido dos medicamentos das substâncias da China, pagou e orientava os outros como pagar pelo medicamento, coordenando a entrega, recrutando e orientando outros para o uso das drogas.

Ele também estava de posse de armas de fogo durante um encontro com outras pessoas que recrutava para participar do esquema. Camila é responsável pelo recrutamento de pelo menos uma pessoa para entrar no grupo. Ela fornecia instruções detalhadas sobre o recebimento e transporte de vários pacotes de Ethylone, além de manipular e intimidar testemunhas.

Em 2014, Eduardo da Silva e Mirielson Macedo Pereira trabalharam juntos para importar mais de um quilo de Ethylone da China para Orlando. O primeiro foi encontrado com dinheiro, drogas e outras evidências do crime durante a sua prisão.

Veja como está a situação dos réus:

Tiago Correia pode pegar prisão perpétua, a sentença sai dia 14 de Dezembro; Camila Correa pode pegar 60 anos de prisão, a sentença sai dia 11 de janeiro de 2016; Travis Simmons pode pegar 40 anos de cadeia, ele vai cumprir 84 meses em uma prisão federal antes da sentença; Eduardo da Silva pode pegar40 anos de cadeia, a sentença sai dia 3 de dezembro; Mirielson Macedo Pereira pode pegar 40 anos de cadeia, a sentença sai dia 3 de dezembro.

Fonte: Brazilian Times

Top News