Publicado em 2/11/2015 as 12:00am

Noite do Bem foi sucesso absoluto

A ONG foi criada, com o objetivo de possibilitar às imigrantes brasileiras o direito a assistência médica, formação profissional e o conhecimento necessário da cultura, dos hábitos e das leis

Pensa em New York, Central Park ou Broadway e a visão será de completo glamour da capital do mundo. Agora vá para o metrô, para o subúrbio ou para as pequenas cidades que circundam a big city e a visão vai mudando um pouquinho, perdendo o glamour e tomando contornos de uma realidade um pouco diferente: a vida real de mais de quarenta milhões de pessoas que vivem nos Estados Unidos oriundas de outros países. Só de brasileiros são mais de quatro milhões. No estado de New York, New Jersey, Massachussetts e Connecticut são mais de 300 mil imigrantes com uma realidade na maioria das vezes nada glamorosa.

 

Realidade

Tomando por base algumas pesquisas localizadas, pois não há estatísticas oficiais a respeito, pode-se projetar mais de 45% deste total de imigrantes brasileiros sendo mulheres, muitas vezes sozinhas ou como cabeça de família, trabalhando informalmente, na maioria dos casos.

Poucas pessoas deste grande universo de imigrantes podem contar com seguro saúde, assistência legal ou facilidades de educação formal, o que torna a vida dos indocumentados uma aventura quase sempre com final imprevisível.

Embora os Estados Unidos sejam um País formado basicamente por imigrantes, o caminho entre a informalidade e a legalidade pode variar de meses até anos e este período, quase como um limbo, pode trazer desconfortos dos mais variados. E foi levando em consideração essa realidade, que a ONG Eu Mulher USA foi criada, com o objetivo principal de possibilitar às imigrantes brasileiras o direito a assistência médica e legal bem como a possibilidade de formação profissional e o conhecimento necessário da cultura, dos hábitos e das leis que podem sedimentar o caminho para uma futura cidadania.

 

Noite do Bem

A organização que tem movimentado as agendas sociais e culturais de Connecticut e que tem como presidente a empresária Silvia Johnson, acabou de realizar seu primeiro evento, a NOITE DO BEM, que contou com 98% de presenças, de acordo com o publico previamente esperado, reunindo homens e mulheres, expositores e patrocinadores, em uma grande festa do bem.

A organização administra a fanpage www.facebook.com/eumulherusa, por meio da qual tem prestado informações e auxilio a inúmeras mulheres que buscam viver melhor fora do Brasil. Recentemente lançou o website oficial, onde pode ser conhecida a missão da Eu Mulher USA, os projetos e os caminhos traçados para atender, ajudar e dar suporte às mulheres imigrantes nos EUA.

Fonte: Edirson Paiva Jr